Roteiro

SAÍDAS 2024
(mínimo 2 passageiros)
 
Mai: 05 / Jun: 23 / Jul: 07, 14, 21 / Ago: 04, 11, 25 / Set: 08 / Out: 06 / Nov: 03 / Dez: 22
 
 
*Legenda: C: café da manhã | A: almoço| J: jantar | L: lanche de trilha

1º Dia - TIRANA // KRUJA // TIRANA
Chegada ao Aeroporto Internacional Madre Teresa, encontro com o guia e traslado a Kruja para visita à cidade.
Começaremos a excursão rumo à histórica cidade de Kruja, conhecida por ser o núcleo da resistência anti-otomana durante o século XV. É uma cidade bastante montanhosa dominada por uma cidadela do século XV que iremos visitar. Kruja destaca-se pelo seu típico bazar otomano e pelo seu Museu Etnográfico, que fará parte das nossas visitas. 

KRUJA: Depois de sobreviver milhares de anos, esteve prestes a desaparecer no início do século XX e conseguiu ressurgir nos últimos 50 anos. Kruja é uma atração turística com uma vista espetacular da montanha. O mais importante desta cidade é a fortaleza com a sua cidadela e o tradicional bazar. O Museu Scanderbeg (herói da cidade que lutou durante 25 anos contra a invasão otomana no século XV) e o Museu Etnográfico são as atrações mais famosas deste local. Quanto ao antigo bazar, é o típico mercado oriental que oferece todo o tipo de antiguidades e
artesanato feito pela população local da região. Retorno a Tirana e check-in no hotel.

2º Dia - TIRANA // SHKODER // FISHTA // TIRANA (C)
Após o café da manhã, seguiremos em direção à cidade de Shkoder para visitar sua famosa cidadela de “Rozafa” e o centro da cidade junto com sua Catedral de Santo Estêvão: centro onde também estão localizados alguns dos monumentos mais importantes da cidade. Shkodra é também o centro cultural do norte da Albânia.

SHKODER: Localizada às margens de um magnífico lago, no extremo sudoeste dos Alpes Albaneses, Shkodra era a maior cidade próspera do país. Até hoje é considerado o berço da cultura do norte da Albânia. As ruínas da fortaleza de Rozafa, encontradas numa colina entre dois rios (Drini e Buna), são um exemplo da vontade da cidade de sobreviver ao tempo e aos invasores. Shkodra é uma cidade híbrida: meio católica, meio muçulmana, com uma população de cultura oriental e com laços muito fortes com a Itália. Os 2.400 anos de história da cidade fazem dela uma cidade que vale a pena visitar. 

Terminada a visita a Shkoder, continuaremos a nossa viagem até à localidade de Fishta, para almoçar num agroturismo muito famoso graças às suas matérias-primas obtidas no próprio local. Lá visitaremos a oficina de queijos, a fazenda de animais e nos explicarão os diferentes processos pelos quais passam as frutas, os vegetais e a carne para se tornarem uma deliciosa refeição. Fishta é também o berço do artista e tradutor renascentista Gjergj Fishta. “Mrizi i Zanave”, conhecido por ser o melhor agroturismo do momento, oferece especialidades orgânicas da região de Kallmet e Zadrima. Visita à oficina de cerâmica e à Bio-fazenda.

3º Dia - TIRANA // BERAT (C)
Hoje vamos conhecer a capital do país e visitar os principais monumentos: o centro da cidade com o Museu Nacional de História, a Mesquita Et'hem Bey e o Famoso Bunker Atômico, construído pelo ditador como forma de proteger você mesmo no caso de um possível ataque de um país estrangeiro.

TIRANA: A capital e maior cidade da Albânia oferece uma grande variedade de atividades, museus e monumentos para explorar. Na praça principal da cidade, a Praça Skanderbeg, e ao longo da avenida principal “Mártires da Nação” estão localizados a maioria dos museus e monumentos de Tirana. O achado mais antigo de Tirana é uma casa romana que foi transformada em igreja e apresenta mosaicos decorativos no chão, datados do século III dC. A Tirana moderna foi fundada como uma cidade otomana em 1614 por Sulejman Barghini, governador local de Mullet. Tornou-se a capital do país em 1920 e tem uma população de quase um milhão de habitantes. A cidade abriga instituições públicas, universidades e é o centro da vida política, econômica e cultural do país.

Após a visita a Tirana e almoço, viajaremos para Berat, Patrimônio Mundial e sob a proteção da UNESCO, para conhecer os seus centros históricos: Mangalam, Gorica e Kalaja. Visitaremos o interior da Catedral da Dormição de Santa Maria e o museu “Onufri” que fica dentro da mesma catedral.

BERAT: Também é conhecida como “a cidade das mil janelas” devido às grandes janelas que abundam nas grandes casas do centro histórico. Graças à sua arquitetura histórica e à sua beleza particular, a cidade foi declarada patrimônio mundial pela UNESCO. A cidadela de Berat está localizada na colina Mangalam e é protegida por uma fortificação desde o século XVII. IV aC. A cidade tem várias mesquitas bonitas do século XVIII e muitas igrejas ortodoxas bizantinas e pós-bizantinas. Várias igrejas possuem afrescos pintados pelo mais famoso pintor de ícones do século XVI, Onufri. Ele e a sua escola de iconografia estão entre os mais famosos da região dos Balcãs. De especial interesse é o Museu Onufri, um museu de ícones dentro da Catedral da Dormição da Virgem.

4º Dia - BERAT // APOLONIA // PARQUE NACIONAL DE LLOGARA // SARANDA (C)
Esta manhã sairemos de Berat para visitar Apolônia, um dos sítios arqueológicos mais importantes do país, onde visitaremos as ruínas, a igreja da Virgem Maria e o museu arqueológico de Apolônia.

APOLÔNIA: Fundada no início do século VII aC., por colonos gregos vindos das cidades de Corinto e Córcira (Corfu). Apolônia tornou-se um centro comercial para gregos e ilírios, próspero tanto na época helênica quanto na romana. Os monumentos descobertos no parque arqueológico são: uma muralha fortificada da cidade, o Prytaneion, o Bouleuterion, dois Stoas (grandes e pequenos), o Teatro, o Nympharum e muitas outras estruturas. O Museu Apolónia está localizado dentro do Mosteiro do século XIV, que também abriga a Igreja da Virgem Maria.

Continuaremos a nossa viagem em direção a Saranda, fazendo várias paragens ao longo do percurso, para desfrutar das paradisíacas praias desertas do Jónico Albanês e para tirar fotografias em diferentes miradouros. A próxima parada será no Parque Nacional Llogara onde desfrutaremos de uma vista impressionante e faremos um agradável passeio pelo parque de pinheiros.

PARQUE NACIONAL DE LLOGARA: Localizado entre os mares Adriático e Jônico, começa a 470 m acima do nível do mar e sobe até o pico mais alto de 2018 m. Perto do cume do desfiladeiro de Llogara, o visitante pode apreciar os famosos pinheiros deste parque cuja curiosa forma é fruto das correntes de ar da zona. Do desfiladeiro de Llogara você pode ver a costa jônica, a apenas três km de distância, a parte rochosa do Monte Vetetima (O Monte dos Raios) e grande parte da Riviera. O clima do parque é extremamente valioso graças à combinação do ar puro da montanha com a brisa do mar. É considerada uma das atrações turísticas naturais mais importantes da Albânia e oferece as melhores vistas panorâmicas sobre o Mar Jónico. Durante a viagem a Riviera Albanesa nos acompanhará.

A RIVIERA JÓNICA da Albânia é considerada por alguns como “o último segredo da Europa”. É a costa entre Sarande e Vlora e oferece algumas das vistas mais espetaculares da praia do Mar Jônico. A estrada serpenteia entre altas montanhas, de um lado, e praias virgens, de águas azul-turquesa, do outro. Além das belezas naturais desta região, outra coisa que a torna muito atrativa para os turistas são os bons bares de praia e os bons frutos do mar que ali existem. Chegada em Saranda.

SARANDA: está localizada em uma bela baía entre as montanhas e o Mar Jônico. O nome Saranda vem de um antigo mosteiro cristão dedicado a Agioi Saranta (os Quarenta Santos). Nos tempos antigos, Saranda era conhecida como Onchesmus. Localizada em frente à ilha grega de Corfu, Saranda é uma das cidades turísticas mais atraentes, onde os recém-casados ​​costumam passar a lua de mel.

5º Dia - SARANDA // BUTRINTI // OJO AZUL // LABOVA DE LA CRUZ // GJIROKASTER (C)
Pela manhã, após o café da manhã, visitaremos Butrinti, UNESCO desde 1992 e um parque arqueológico único por ser também um parque natural.

BUTRINTI: é um parque nacional da UNESCO que consiste em uma área arqueológica muito bem preservada, natureza incontaminada onde predominam os loureiros, e está ligada ao Mar Jônico através de um canal natural. A área ao redor do Lago Butrinti abriga diversos animais e espécies ameaçadas de extinção. Escavações e estudos comprovaram que durante os séculos VII e VI AC., Butrinti era um centro pré-urbano. Durante o século VI a cidade teve vários edifícios públicos como o teatro, a ágora, o pequeno templo e a stoa ou passeio marítimo. A principal importância do local coincidiu com o período romano, quando a cidade foi proclamada colónia e utilizada pela aristocracia romana como destino de férias.

Depois continuaremos viajando próximo ao rio Bistrica para chegar e ver a nascente do Ojo Azul, um monumento natural muito famoso pela rica fauna e flora que contém.

O MANACIAL DOS OLHOS AZUIS: perto da Mesopotâmia é um dos “Monumentos da Natureza” da Albânia. É uma nascente profunda que forma uma piscina circular de águas azul-marinho (que por sua vez dá nome à nascente). A nascente é cercada por grandes arvoredos que completam a paisagem idílica do local. A nascente alimenta as águas do rio Bistrica, que, com o tempo, deságua na baía de Saranda.

Continuamos até a localidade de Labova de la Cruz, onde experimentaremos a famosa comida sulista de uma forma muito original: numa casa da localidade. Visitaremos também uma das igrejas mais belas e antigas da região.

A igreja de LABOVA DE LA CRUZ é dedicada à Virgem Maria. O edifício apresenta arquitetura típica bizantina com cúpula central alta com naves e base em cruz. A igreja data do século XIII e está localizada numa aldeia montanhosa em frente à cidade de Gjirokaster. É uma das igrejas mais antigas do país e pensa-se que dentro dela se encontra uma antiga relíquia da verdadeira cruz de Jesus Cristo.

Chegada à cidade de Gjirokaster, a cidade de pedra declarada Património Mundial pela UNESCO desde 2005. Visitaremos a sua imponente cidadela e a “Casa Skenduli” do século XVIII, onde além da visita, tomaremos um café turco com os donos da casa e conversaremos sobre o cotidiano desta importante cidade do sul da Albânia.

GJIROKASTER: Património Mundial da UNESCO, a cidade é conhecida como “a cidade de pedra” e contém centenas de casas – torres - de estilo otomano com telhados de tijolos de pedra, varandas de madeira e paredes de pedra branca. Dominada pela cidadela que fica na colina principal da cidade, Gjirokaster é uma cidade mágica com um passado impressionante. Dos senhores feudais medievais à invasão italiana através dos paxás otomanos, a cidade conheceu vários governadores e inspirou poetas, escritores e artistas. Um passeio pelas suas ruas de paralelepípedos leva você de volta ao passado

6º Dia - GJIROKASTER // PERMET // KORCA (C)
Após o café da manhã, nos despedimos de Gjirokaster para passar pelas magníficas montanhas do sudeste do país, atravessando o vale do rio Vjosa, o segundo mais longo da Albânia. Também faremos uma parada na cidade de Permet para conhecer o centro da cidade e apreciar a bela paisagem. Em uma hora e meia de viagem e algumas paradas para fotos chegaremos a Permet, onde visitaremos a famosa Igreja de Leusa e provaremos os famosos “glikos” compotas caseiras feitas pelas donas de casa da cidade, nacionalmente conhecidas e aceitas como o melhores geléias.
O trecho de Gjirokaster a Korca é uma viagem longa, mas oferece vistas espetaculares do vale do rio Vjosa. Embora seja uma das principais artérias do sudeste do país, não existe rodovia. Porém, cada minuto do trecho é aproveitado, como as montanhas, rios e riachos, cachoeiras, rebanhos de ovelhas, águias, campos com cavalos e burros, etc. A 1400 acima do nível do mar, Erseka é a maior cidade de alta altitude da Albânia.
 
PERMET, também conhecida como a cidade das rosas, é muito famosa pela produção de glikos, sobremesa típica da região, preparada por donas de casa. Entre os glicosídeos mais famosos estão a noz, o figo, o pêssego e também a berinjela. A receita é um segredo desta cidade

A Igreja da VIRGEM MARIA DE LEUSA na localidade de Leusa, perto de Permet tem alguns afrescos impressionantes e originais. Provavelmente uma das igrejas mais espetaculares da Albânia, não foi queimada durante a Segunda Guerra Mundial, razão pela qual parece mais uma galeria de arte do que uma igreja. O caminho para a igreja é um caminho de montanha, são 900 m de caminhada e dura 25 minutos.
 
7º Dia - KORCA // VOSKOPOJA // POGRADEC // ELBASAN // KRUJE (C)
Após o café da manhã, conheceremos a cidade com seus principais atrativos como a Catedral Ortodoxa, o Museu de Arte Medieval e o recém-restaurado Antigo Bazar. Daremos especial atenção ao Museu de Arte Medieval, que visitaremos acompanhados por um especialista da instituição, que nos dará uma explicação profissional e detalhada da arte iconográfica.

KORCA é conhecido como o centro da cultura e da arte. O Museu Nacional de Arte Medieval possui alguns dos melhores trabalhos de iconografia da Europa e de outros lugares. A primeira escola albanesa, originalmente apenas para homens, foi inaugurada em 1887 e hoje é o Museu Nacional de Educação. Outra escola só para mulheres foi inaugurada em 1891. Um Liceu Francês foi inaugurado em Korca em 1917, logo após a independência. A cidade foi fundada no início da Idade Média e desde então preservou um mercado muito importante, onde as caravanas albanesas iniciavam a sua viagem para a Grécia, Turquia ou Rússia.

Continuaremos até a cidade de Voskopoja, visitaremos a cidade e as igrejas e almoçaremos com comida tradicional do sul.

Assim que chegarmos à cidade de VOSKOPOJA, iniciaremos nosso passeio pelas igrejas do século XVIII: A Igreja da Dormição da Virgem, São Nicolau, Santo Anastácio, a Igreja dos Arcanjos Miguel e Gabriel, etc. Além das igrejas, a cidade era famosa pela Academia, pela Biblioteca e pelo talento de sua gente para fazer negócios. Infelizmente, a cidade foi saqueada e queimada no final do século XVII, acontecimentos que se seguiram ao abandono da cidade pela sua gente. Agora, por causa do turismo, voltou a florescer.

Continuaremos em direção à bela cidade de Pogradec, onde está localizado o famoso Lago Ohrid, declarado Patrimônio Natural pela UNESCO. Faremos uma parada na cidade de Lin onde exploraremos suas águas cristalinas com um passeio de barco para desfrutar da bela vista panorâmica que o lago, as montanhas e os campos desta planície nos oferecem.

POGRADEC: Este é o nome de uma das cidades mais importantes do sul da Albânia que está localizada às margens do Lago Ohrid, o lago mais famoso dos Balcãs (285m). Uma cidade muito tranquila conhecida pela sua gastronomia e pela famosa truta de Ohrid. Esta cidade era a favorita do ditador stalinista albanês Enver Hoxha, por isso a sua residência de verão estava localizada aqui.

LIN é uma das aldeias mais bonitas do sul da Albânia. Está localizado às margens do Lago Ohrid, Patrimônio Mundial da UNESCO e também um dos primeiros assentamentos da região. Acima da cidade, na colina, escavações arqueológicas revelaram uma basílica cristã primitiva com mosaicos extraordinários dos séculos IV-V dC. As ruínas da igreja cristã primitiva ainda estão presentes.

Faremos uma parada na cidade de Elbasan para um passeio panorâmico pelo centro e seu moderno castelo. Visitaremos também a Mesquita do Rei, construída em 1492 pelo Sultão Bajazit e que representa um dos objetos mais antigos da cultura otomana.

ELBASAN é a terceira maior cidade da Albânia e tem uma longa história que remonta aos Ilírios. A sua posição estratégica no meio da Via Egnatia que ligava as colónias romanas do Adriático a Bizâncio conferiu-lhe importante relevância. Entre os seus monumentos mais notáveis ​​estão o Castelo de Elbasan e a sua muralha, bem como a mesquita Naziresha. Apesar de ter sido ocupada por austríacos, sérvios e búlgaros durante o início do século XX, a grande maioria da população declara-se muçulmana. Durante o comunismo, Elbasan foi um importante foco industrial. Depois de percorrer o seu centro histórico iremos para a nossa última, mas não menos importante, paragem.
À tarde, chegada à cidade de Kruja para pernoite.
 
8º Dia - KRUJA // TIRANA (C)
Pela manhã, no horário indicado, traslado ao aeroporto.
 
 
HOTÉIS PREVISTOS OU SIMILARES:
TIRANA - Hotel Tirana International
BERAT - Hotel Mangalemi Berat
SARANDA - Hotel Brilant Saranda
GJIROKASTER - Hotel Kalemi 2
KORCA - Hotel i Pazarit Korca
KRUJA - Hotel Panorama Kruja

Saídas

  • 21

    Jul

    2024

  • 04

    Ago

    2024

  • 11

    Ago

    2024

  • 25

    Ago

    2024

  • 08

    Set

    2024

  • 06

    Out

    2024

  • 03

    Nov

    2024

  • 22

    Dez

    2024

O que inclui

INCLUÍDO:
- Hospedagem por 02 noites em Tirana, 01 noite em Tirana, 01 noite em Saranda, 01 noite em Gjirokaster, 01 noite em Korca e 01 noite em Kruje, com café da manhã;
- Guia local profissional que fala espanhol do início ao fim do passeio;
- Motorista profissional / Veículo moderno com A/C;
- Todas as entradas mencionadas no programa;
- Todas as taxas turísticas + IVA;
- Kit Viagem (3);
- Seguro Viagem Internacional (Consulte suplemento para maiores de 74 anos).

NÃO INCLUÍDO:
- Passagem aérea e taxa de embarque
- Passeios opcionais;
Imposto de remessa para o exterior (8%); 
- Impostos não mencionados como incluídos;
- Ingressos para os monumentos, exceto os indicados como incluídos
- Extras de caráter pessoal como: lavanderia, telefonemas, bebidas alcoólicas, alimentação extra, gorjetas para guias e motoristas;
- Qualquer item não mencionado como incluído no roteiro. 

 
ATENÇÃO: A PARTIR DE 02/01/16 ENTROU EM VIGOR O NOVO IMPOSTO DE REMESSA PARA O EXTERIOR. ESTE IMPOSTO NÃO ESTÁ INCLUÍDO EM NOSSAS TARIFAS APRESENTADAS NESTE SITE, E O MESMO SERÁ INFORMADO SEPARADAMENTE. 

Valores

Valores por pessoa - Parte terrestre

Deslize a tabela para os lados para ver mais valores

Hospedagem

Apartamento

Duplo

Single

Triplo

Criança

Período da Viagem

+ Apto Standard € 1.425 10x € 143 € 1.715 10x € 172 + opções de datas 06/10/2024 até 29/12/2024 solicitar reserva

FORMAS DE PAGAMENTO
- Pagamento à vista: 3% de desconto, exceto sobre taxas e impostos.
- No Cartão: Entrada de 20% + 9 parcelas iguais
- No Cheque: Entrada + 9 parcelas iguais sem juros

IMPORTANTE

- Em caso de haver voos sugeridos ou incluídos nos roteiros e o passageiro optar por voos diferentes, deverão consultar o valor do traslado adicional e/ou privativo;
- Os horários de check-in variam entre as 12h e as 16h, e check out entre 11 e 14, dependendo das regras e regulamentos do estabelecimento;
- Early check-in e late check-out devem ser consultados, sujeitos à disponibilidade e cobrança de taxas extras;
- Não aceitamos pagamentos com cheques de terceiros ou de pessoa jurídica cujos proprietários não sejam os viajantes. Aceitamos pagamento com cartão de credito desde que seja do próprio passageiro ou de parente em primeiro grau, com o mesmo sobrenome;
- Não estão inclusos custos para envio de documentação e brindes fora da cidade de São Paulo.


DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA – PARA BRASILEIROS:

Passaporte com validade mínima de 6 meses além da data do final da viagem, com mínimo de 04 páginas em branco.
Certificado Internacional contra Febre Amarela (aplicada com até 10 dias antes da viagem).  
Obs.: A documentação é de inteira responsabilidade do passageiro. 


CONDIÇÕES GERAIS E DE CANCELAMENTO
De acordo com as condições do contrato de prestação de serviço. 

OBS: Alguns serviços possuem valor adicional nos feriados e nos dias 25/12 e 01/01 e alguns hotéis possuem políticas de mínimo de noites e ceia natal e ano novo obrigatória. Consulte-nos! 

Entre em contato!

SOLICITE SUA RESERVA OU TIRE SUAS DÚVIDAS

Aceito receber as comunicações da Freeway por e-mail.

Baixe o PDF