Expedição nas Serras Gerais - Com Aéreo - Grupo Freeway

10 dias

Serras Gerais

Envie para o cliente voltar para o topo


Em meio à maior savana em termos de biodiversidade do mundo, também conhecida como cerrado, e aos pés de uma das maiores cadeias de serras do Brasil, a Serra Geral foi, em sua homenagem, batizada a mais nova região ecoturística do Tocantins, as Serras Gerais.


Neste roteiro vamos conhecer belezas únicas, como o Rio Azuis, um dos menores rios do mundo em extensão, entre outros rios, praias, lagoas, cachoeiras e cânions, com suas belas águas cristalinas em diversos tons, tudo isso em meio ao cenário único proporcionado pela Serra Geral, percorrendo um roteiro que incluirá 8 pequenas cidades desta região a ser desvendada.




Roteiro voltar para o topo

Expedição nas Serras Gerais – 10 dias
27/abril a 06/maio 2023

*Legenda: C=café da manhã; A=almoço; J=jantar;


27/4 – 1º Dia – São Paulo / Brasília – Alto Paraíso de Goiás – Cavalcante – (A,J)
Embarque em vôo bem cedo em São Paulo com destino a Brasília. Chegada à capital e já saímos em nosso transporte em direção à cidadezinha de Cavalcante.
No meio do caminho paramos em Alto Paraíso de Goiás, uma das cidades portal de entrada da Chapada dos Veadeiros, para almoço.
No início da tarde continuamos a viagem, até Cavalcante.  Chegada a Cavalcante e check in na Pousada Vale das Araras.
Depois saímos já a pé, para nosso primeiro passeio: a Cachoeira de São Bartolomeu, a qual acessamos através de uma trilha leve e agradável de 3,5 km (entre ida e volta).
Chegamos a uma cachoeira bonita, com pedras pra ficar sentado contemplando o lugar. Ela nos convida a um bom banho de massagem nas costas. Uma excelente forma de iniciar nossa jornada por esses dias de belezas e relaxamento.
Seguindo a trilha, um pouco a frente, há o Poço dos Buritis, também um local para banho muito gostoso e com uma vista linda.
O local oferece a possibilidade de se avistar tucanos e outras espécies de aves.
Retornamos então à pousada.
Jantar na pousada. Após o jantar teremos uma apresentação de toda a nossa viagem.

28/4 – 2º Dia – Cavalcante – Comunidade Kalunga – Cachoeira de Santa Bárbara – Aurora do Tocantins (C,A,J)
Acordamos cedinho. Café da manhã. Depois saímos em direção à Comunidade Kalunga do Engenho II. Aqui encontramos   nosso condutor ambiental local, nativo da comunidade.
O povoado do Engenho II do Kalunga é formado por pessoas gentis e agradáveis, que preparam comidas deliciosas feitas no fogão à lenha.
É muito bom vermos a organização desse povo Kalunga mantendo a preservação das sua nascentes, florestas, matas e cachoeiras, como bem ensina sua tradição.
Nosso condutor Kalunga nos guia até a cachoeira de Santa Bárbara.  Uma trilha leve de 2 km nos leva até lá.  Aqui podemos tomar um belo banho em meio a uma água bem azul.  Uma verdadeira joia na Chapada dos Veadeiros, ela irradia uma energia diferente em meio a uma paisagem deslumbrante, que inspira a contemplação.
Após retornarmos da cachoeira vamos almoçar e ter uma experiência de base comunitária, em um dos restaurantes da comunidade Engenho II.
No início da tarde seguimos viagem para Aurora do Tocantins. Ali chegando faremos check-in na pousada Estância Jaqueline.

29/4 – 3º Dia – Aurora do Tocantins – Poço Paraíso – Praia do Puçá – Cachoeira das Andorinhas (C,A,J)
Após o café da manhã saímos para os passeios deste novo dia.
Será um dia repleto de águas cristalinas em diversos tons. Começamos nossos passeios pelo Poço Paraíso . Chegamos diretamente a ele. O visual indescritível …. Águas azul-transparentes num local recôndito, cercado pela mata. Local maravilhoso para nadar. Rodeado de palmeiras, suas águas cristalinas de tom azul-esverdeado convidam imediatamente para o banho. 
Em seguida continuamos nosso passeio indo agora para a Praia do Puçá. Outro local muito lindo, com um rio de águas cristalinas em tons de verde, e com temperatura agradável. Aqui teremos um almoço típico da região, às margens de suas águas cristalinas, junto à Praia do Puçá.
No início da tarde vamos conhecer a Cachoeira das Andorinhas. Uma trilha curta de apenas 600 metros (ida e volta) nos leva à cachoeira e seu mirante. Mais um ótimo local para banho e contemplação.
No final da tarde retornamos à pousada.
Jantar na pousada.

30/4 – 4º Dia – Aurora do Tocantins – Rio Azuis – Almoço Premiado – Morro da Coroa – Praia do Pequizeiro (C,A,J)
Após o café da manhã saímos para conhecer o Rio Azuis. Com 147 m de extensão, já foi considerado o menor rio do mundo. Hoje, é o menor rio da América Latina e o terceiro menor rio do mundo.  Com tamanha pequenez fica muito fácil conhecermos sua nascente e sua foz.  .
A mais famosa atração das Serras Gerais é realmente linda. A cor e a transparência da água realmente impressionam, além disso a temperatura é super agradável.  Com águas cristalinas de tom azulado, possui visibilidade à la Caribe. Mas o melhor mesmo é a temperatura, que varia entre 25 e 27 graus Celsius. Pense numa água deliciosa, quase morna. Quanto mais frio está, mais você sente a diferença de temperatura entre dentro e fora. Muita gente, inclusive, entra no rio à noite, especialmente o pessoal da região.
Vamos aproveitar para almoçar aqui a culinária regional do chef Osmane, embaixador gastronômico do Tocantins em 2017.
No início da tarde seguimos ao Morro da Coroa. Um local especial para contemplarmos os paredões das montanhas da Serra Geral.
Continuamos nosso passeio indo agora até a Praia do Pequizeiro.  Praia lindíssima de água doce cristalina, com temperatura agradável e com tom azul turquesa no Rio Ribeirão. Areia branquinha. E aqui a água é ainda mais rasinha do que no Poço do Paraíso.
No final da tarde retornamos para a pousada para descanso.
Jantar.

1/5 – 5º Dia – Aurora do Tocantins - Dianópolis – Lagoa Bonita – Cachoeira das Orquídeas – Fortaleza dos Guardiães – Dianópolis (C,A,J)
Após o café da manhã nossa expedição continua. Nossa primeira parada nesse dia será a Lagoa Bonita. Um local especial para banho, relaxamento e contemplação. Nosso passeio continua, agora em direção à Cachoeira das Orquídeas. Mais um lugar para um delicioso banho.
E esse é o lugar que escolhemos para almoçar. Beira-cachoeira. Cenário muito especial.
No início da tarde vamos seguir para um dos locais de visual mais impactantes de toda a expedição: A Fortaleza dos Guardiões.
A Fortaleza dos Guardiões é uma cidade de pedras com formações areníticas e conglomerados, esculpidas pelo tempo.
Na ponta de uma escarpa da Serra Geral, pode-se contemplar as cabeceiras dos rios Manuel Alves e Manuel Alvim, dunas, imensas fortalezas naturais e centenas de esculturas de pedras dos mais diversos tamanhos e formatos!
Caminhamos por essas paisagens, apreciando cada canto e recanto, num percurso de 2 km entre ida e volta.  
No final da tarde seguimos a nosso próximo destino, a cidade de Dianópolis.
Check in no Hotel Mosaico.
Nesta noite o jantar se dará no restaurante Lá Boca.

2/5 – 6º Dia – Lagoa da Serra – Rio Manoel Alves – Farinhada do Preto – Contador de Histórias na Praça dos 9 (C,A,J)
Após o café da manhã saímos para a Lagoa da Serra. Uma lagoa que nos propicia uma paz indescritível.  A paisagem é de filme, uma lagoa de águas cristalinas, com peixinhos, e as serras ao fundo.
Talvez isso a tenha transformado em um dos cartões postais das Serras Gerais.
Depois seguiremos para almoço em um restaurante às margens do Rio Manoel Alves.
E após o almoço vamos encontrar o Sr. Preto, que nos mostrará como é feita a farinha de mandioca (macaxeira), ingrediente importante na alimentação dos moradores do centro-norte do Brasil.
No final da tarde retornamos à pousada.
Após um breve descanso vamos seguir, antes do jantar, para a Praça dos 9, onde um “contador de histórias”, uma figura típica da região, conhecedor de muitas lendas e histórias, nos contará um pouco da história da cidade e o porquê do nome da praça.
Jantar no restaurante Lá Boca.

3/5 – 7º Dia – Almas – Vale dos Pássaros – Cachoeiras Cortina e Urubu-Rei – Almoço com Sr. Davi e D. Antonia – Tour Histórico de Natividade (C,A,J)
Após o madrugador café da manhã vamos seguir ao município de Almas.
Nosso programa hoje será dedicado ao Vale dos Pássaros.
Num pedaço especial das Serras Gerais, chamado Serra Negra, pouco explorado pelo turismo, há uma vegetação nativa de cerrado, com veredas e mata fechada. Fonte de muitas nascentes, de água potável e cristalina, que formam profundas piscinas naturais e azuis a cada queda d'água visitada.
Aqui vamos descer o canyon. O percurso é uma aula de geologia a olho nu, cuja formação nos remete a 450 milhões de anos atrás. Pelo caminho é possível ver o capim-dourado, buritis, experimentar o puçá, oiti, cajuzinho, mangaba e pequi! No canyon há pau-brasil, escorrega-macaco, açaí, bacaba e jussara!
A trilha é de 4 km entre ida e volta, que fazemos com toda a tranquilidade. Uma hora para descer e o mesmo tanto para depois retornar.
Dentro do canyon encontramos uma caverna onde deságua em seu interior uma cachoeira de 70 metros.
No interior do canyon vamos encontrar ainda as cachoeiras Cortina e Urubu Rei. Espetáculos da natureza. Verdadeiros santuários de maritacas e papagaios.
O local todo pertence à família do seu Davi Mendes já há quatro gerações e é um paraíso repleto de beleza, com estas duas cachoeiras lindas, paisagens de tirar o fôlego com muitas araras, tucanos, macacos.
Após nossa caminhada vamos então conhecer o Sr. Davi, que é o atual proprietário e guardião da área e ali vive com sua esposa, Dona Antonia. Com eles como anfitriões iremos almoçar aqui, para poder ouví-los contar um pouco de sua história.
No início da tarde seguimos para a cidade mais antiga do estado, onde iremos descobrir um pouco mais sobre a história desses interiores de nosso Brasil. 
Chegamos a Natividade. Check in no Hotel Serra Geral.
Depois vamos fazer um Tour histórico por Natividade. Esta cidade do século XVIII  conta com igrejas e museu com histórias da época do ouro na região, e das culturas que permanecem vivas até hoje, como a ourivaria e a Suça …. A Suça, tão rica e ao mesmo tempo desconhecida aqui por nós no sudeste, será apresentada por um morador local.
Curtimos bastante esse local e o contato com esta cultura tão única e especial.
A noite tem seu fecho com um jantar no restaurante Casarão, em pleno centro histórico.

4/5 – 8º Dia – Natividade – Almoço com D. Minervina – Lagoa do Japonês – Pindorama (C,A,J)
Após o café da manhã vamos ainda curtir mais um pouco as histórias e as tradições desta cidade com tanta riqueza cultural.
Depois vamos continuar nossa viagem, agora em direção a Pindorama.
Ali chegaremos em uma das lagoas mais encantadoras do Estado, onde fazemos uma parada para conhecer uma senhora que cativa a todos, e virou um ponto de parada obrigatória para conhecer e experimentar do seu tempero. Dona Minervina.
E após o almoço com Dona Minervina seguimos para a Lagoa do Japonês. Visitar esta lagoa é ter um contato incrível com a natureza.
A transparência e a cor de sua água são impressionantes, e aqui o uso de sapatilhas é fundamental porque as pedras do fundo da lagoa são cortantes.
E aqui podemos também visitar sua gruta, para o que temos duas opções: atravessar a lagoa em um barco alugado (incluído) ou a nado. A gruta é um must a ser visto na Lagoa do Japonês, com sua cor azul transparente e ao mesmo tempo intenso. Algo realmente sensacional!
Após essa experiência seguimos até a Pousada Victoria.
Jantar na pousada.

5/5 – 9º Dia – Pindorama – Canyon Encantado – Cidade das Pedras – Ponte Alta do Tocantins (C,A,J)
Após o café da manhã seguimos para um dos locais de natureza mais impressionantes de nosso país. Trata-se do Canyon Encantado e da Cidade de Pedra.
No Canyon Encantado teremos uma trilha de 5 km entre ida e volta, que nos levará a uma fenda de 80 metros de profundidade por dentro dos paredões de rocha.   E aqui faremos nosso almoço, à beira canyon.
Após o almoço vamos conhecer a Cidade de Pedras, na mesma propriedade, que nos leva, através de um trilha de 4 km entre ida e volta, e por entre formações rochosas esculpidas pelos ventos e chuvas, até a Cachoeira dos Pelados.
E após esses grandes passeios seguimos para nossa última noite da viagem, que se dará em Ponte Alta do Tocantins- Jalapão.
Check-in na Pousada Águas do Jalapão.
Jantar na pousada.
Opcionais de massagem e drinks à beira de piscina e hidromassagem para celebrarmos a vida e a viagem.

6/5 – 10º Dia – Ponte Alta do Tocantins – Palmas / São Paulo (C)
Em nosso último dia de viagem realizamos o check-out após o café da manhã, seguindo depois para a capital do estado de Tocantins, a cidade de Palmas.
Em horário previsto seguimos ao aeroporto para embarque em vôo para São Paulo.


HOSPEDAGENS PREVISTAS (OU SIMILARES):

Cavalcante: Pousada Vale das Araras – https://valedasararas.com.br/
Aurora do Tocantins: Pousada Estancia Jackeline - https://www.instagram.com/estanciajackeline/ 
Dianópolis: Hotel Mosaico: https://www.facebook.com/mosaicohotel?ref=hl
Pindorama do Tocantins: Hotel Vitoria - https://www.instagram.com/hotelfazenda_vitoria/
Natividade: Hotel Serra Geral - https://www.instagram.com/hotelserrageral/
Ponte Alta do Tocantins: Pousada Aguas do Jalapão - https://www.instagram.com/pousadaaguasdojalapao/


ATENÇÃO:

Várias hospedagens deste roteiro são muito simples, mas são as melhores da região. Portanto, não recomendamos esta viagem para pessoas que se incomodem em hospedar-se em lugares assim.


VOOS PREVISTOS:

27 APR   LATAM 3004    CONGONHAS BRASILIA       0600 0745
06 MAY   LATAM 3655    PALMAS    GUARULHOS      1815 2040


Galeria voltar para o topo

Saídas voltar para o topo

  • 27

    Abr

    2023

preços por pessoa |A?reo + Terrestre voltar para o topo

Deslize a tabela para os lados para ver mais valores

Hospedagem

Apartamento

Duplo

Single

Triplo

Criança

Período da Viagem

Apto Standard R$ 9.990 8x R$ 1.249 R$ 11.900 8x R$ 1.488 R$ 9.690 8x R$ 1.211 27/04/2023 até 06/05/2023 solicitar reserva

- Os horários de check-in variam entre as 12h e as 16h, e check out entre 11 e 14, dependendo das regras e regulamentos do estabelecimento.
- Early check-in e late check-out devem ser consultados, sujeitos à disponibilidade e cobrança de taxas extras .
- Não estão inclusos custos para envio de documentação e brindes fora da cidade de São Paulo.

FORMAS DE PAGAMENTO
- No Cheque: Entrada (depósito ou cheque) + 7 parcelas iguais sem juros no cheque pré-datado. Não aceitamos cheques de terceiros ou de pessoa jurídica cujos proprietários não sejam os viajantes;
- No Cartão: Entrada de 20% (depósito ou cheque) + 7 parcelas iguais nos cartões Visa, Mastercard e Diners. O Cartão de crédito deverá ser do próprio passageiro ou de parente em primeiro grau, com o mesmo sobrenome;
- No Boleto Bancário: entrada de 20% (depósito ou cheque) + 7 parcelas iguais sem juros, a serem pagos até a data de embarque
- Pagamento à vista (depósito ou cheque): 3% de desconto.

O que inclui voltar para o topo

INCLUÍDOS:

- Passagem aérea São Paulo / Brasília // Palmas / São Paulo;
- 9 noites de hospedagem com café da manhã;
- Pensão completa;
- Guias especializados;
- Ingressos;
- Coordenador Freeway desde São Paulo;
- Seguro Viagem Nacional (consulte suplemento para maiores de 70 anos);
- Kit Viagem (1);
- Assessoria aeroportuária no embarque.


NÃO INCLUÍDOS:

- Taxas de embarque R$ 71,70;
- Bebidas;
- Extras.                                                                                 


O QUE LEVAR
- Toalha pequena para as cachoeiras
- Roupas de banho
- Óculos de sol
- Tênis antiderrapante que possa molhar ou papete. Mais uma bota ou tênis confortável para as trilhas. 
- Camiseta de manga longa
- Calças leves
- Chapéu ou boné 
- Filtro solar 
- Repelente
- Agasalho para frio ocasional à noite


OBSERVAÇOES:
A Claro é a única operadora que funciona na região! E, como a Internet também é instável, é bom levar dinheiro, caso as máquinas de cartão não funcionem.
Esta região tem vantagem em comparação com as regiões turísticas vizinhas (Jalapão, Cantão e Chapada dos Veadeiros), por conta das estradas. Em sua maioria rodaremos por rodovias asfaltadas e em boas condições, com as estradas de terra tendo manutenção constante.
Dentro da região Serras Gerais rodaremos cerca de 1.800 km em todo o circuito (entre rodovias asfaltadas e estradas de terra).
Utilizamos nas expedições carros 4x4 (SW4 ou Pajero Dakar) que, além de garantir ida e volta em todos os atrativos não importando a adversidade, darão mais conforto durante uma viagem tão extensa. Os carros comportam 6 pessoas além do motorista e guia.

CONDIÇÕES GERAIS
* A ordem dos passeios não será obrigatoriamente a descrita.
* A programação pode sofrer alterações devido a fatores climáticos, de acesso, ou outros que a operadora julgue poderem interferir na segurança ou bem estar dos viajantes.
 
Cancelamentos e devoluções
De acordo com as condições do contrato de prestação de serviço.

Entre em contato!

SOLICITE SUA RESERVA OU TIRE SUAS DÚVIDAS - Ligue para 11 5088-0991 ou preencha o formulário abaixo:

Aceito receber as comunicações da Freeway por e-mail.