A proposta é viajar para o berço do budismo, o Nepal, além do Butão, um país que resplandece fé em sua cultura, arquitetura e monumentos. No Nepal, o Buda teria nascido há 2500 anos! Aqui, além da capital Catmandu, explore outros pontos do vale, cidades medievais e templos. Viaje para Dhulikhel, rota de parada de comerciantes no passado, entre o Tibete e o Nepal. Encante-se com a beleza sem fim dos Himalaias, os picos mais altos do mundo e faça, inclusive, uma caminhada até um importante mosteiro budista, onde o próprio Buda já esteve. Descubra a milenar e curiosa tradição das Kumaris do vale de Catmandu, quem sabe, aviste a uma dessas meninas-deusas. Embarque para o Butão, encante-se com templos, dzongs, mosteiros e faça um dos trekkings mais famosos para o budismo, até o Ninho do Tigre, medite e relaxe vivendo o melhor desse pequeno reino. Conte com guia falando espanhol, acompanhante nos 2 países e ótimos hotéis 4* e boutique.

Roteiro

INÍCIO DIA 14 DE AGOSTO EM CATMANDU
 
 
*Legenda: C=café da manhã; A=almoço; J-jantar

 
 
1º DIA – 14/08 - QUARTA-FEIRA - CATMANDU - (C)
Chegada no Aeroporto Internacional Tribhuvan em Catmandu, trâmites de imigração e desembarque. Recepção no aeroporto pela equipe e transfer até o hotel para check-in. Mais tarde, ida até um restaurante local, jantar de boas-vindas com apresentação de dança local. Retorno ao hotel para pernoite. 

2º DIA – 15/08 - QUINTA-FEIRA - VALE DE CATMANDU - (C)
Opcional: sobrevoo ao Everest. Para quem optar por contratar esse passeio, o transfer levará bem cedo para o Aeroporto de Catmandu para embarque às montanhas. Entre transfers de chegada e saída, a duração do passeio é de aprox. 2h. Essa atividade está sujeita à condições climáticas. A duração do voo é de 50 minutos.

Café da manhã no hotel e saída para passeio pelo Vale de Catmandu, rumo a estupa Swayambhunath (UNESCO) e Praça Imperial de Catmandu (UNESCO). A estupa está empoleirada no topo de uma colina. Considerada a mais antiga e enigmática dos santuários do Vale de Katmandu, Swayambhunath ou Templo dos Macacos, tem mais 2500 anos. O nome é derivado da palavra sânscrita, Swayam (eu), tornando Swayambhunath o “Autocriado”, pois sua origem é mística e incerta.
A Praça Durbar (UNESCO) é onde está o palácio. Aqui, o charme da cidade velha combina com a arquitetura tradicional. O enorme complexo tem 3 praças com salões, templos e pátios. Ao sul, explora-se à Freak Street – famosa por ser um destino hippie durante os anos 1960.
O templo da Deusa Viva, Kumari fica ao sul da praça. Trata-se de uma menina da comunidade Newar, escolhida por meio de uma seleção milenar, para se tornar a encarnação humana da Deusa Taleju. O templo de Taleju Bhawani está situado nesta área. Na sequência, passeio de riquixá da Praça Durbar de Catmandu até Thamel. Na parte da tarde, ida a Boudhanath (UNESCO) e Templo Pashupatinath (UNESCO). Boudhanath é considerada a maior estupa budista do mundo – ao redor, há diversos monges de origem tibetana. Interaja com eles em uma sessão de bênção em um mosteiro próximo à estupa. Localizado às margens do rio Bagmati está o sagrado Templo Pashupatinath. Uma homenagem ao Deus Shiva “O Senhor dos Animais da Destruição e dos Recomeços”. Trata-se de um complexo em formato de pagode com telhado dourado e portas prateadas. A área de Pashupati é considerada um dos locais de peregrinação mais importantes para os hindus. A entrada é proibida para não-hindus, mas, pode-se ter uma boa visão dele desde a margem oposta. A vista de Arya Ghat (cremação) também é avistado nesse local, além de sadhus e macacos.

3º DIA – 16/08 - SEXTA-FEIRA -  VALE DE CATMANDU E ARREDORES - (C)
Em horário a ser determinado, após o café da manhã no hotel, saída para visitar Bungamati e Khokana, aldeias vizinhas à cidade de Patan, ambas são do séc. XVI. Aqui, há casas tradicionais e se vivencia uma cultura que lembra os tempos medievais. Ao caminhar pelas ruas de Bungamati, encontre mestres escultores trabalhando. Khokana é uma pequena vila Newari conhecida por seu óleo de mostarda e pelo templo local. A aldeia tem a forma de uma suástica, um símbolo hindu e budista ancestral. Na parte da tarde, ida a Praça Durbar de Patan. A 5km de Catmandu fica Patan – uma das 3 cidades reais do vale. Aqui, avista-se muitos templos budistas e hindus (são mais de 1.000). A cidade é conhecida por sua rica tradição de artes, estátuas de metal e arquitetura rebuscada. A praça está repleta de obras de arte encantadoras, na forma de templos. Existem 3 pátios principais no palácio: Mul Chowk, Sundari Chowk e Keshav Narayan Chowk. Outras atrações são o Templo de Krishna, o Templo de Bhimsen e o Templo Dourado. Na sequência, visita a uma loja que produz as taças de yoga, ou “taças cantantes” – para viver uma experiência lúdica, interessante e divertida. Retorno ao hotel para pernoite. 

4º DIA – 17/08 - SÁBADO - CATMANDU / BHAKTAPUR / DHULIKHEL - (C)
Após o café da manhã, em horário a ser determinado pelo guia, ida até Dhulikhel via Bhaktapur.
Bhaktapur ou “Cidade dos devotos” é a mais bem preservada das 3 cidades medievais do vale. Possui 3 praças principais: Praça Durbar, Praça Taumadhi e Praça Dattatreya, repletas de pagodes e templos. Ruas estreitas de pedra serpenteiam por casas de tijolos vermelhos, entre templos escondidos, fontes e pátios. A cidade exibe rica vida cultural, artesãos, inclusive, têm continuado trabalhos tradicionais como tecelagem, cerâmica e trabalho em madeira há gerações. A cidade também é conhecida por seu artesanato cultural como cerâmica, fantoches e máscaras, e é o lugar perfeito para compras. As principais atrações desta cidade são: o Palácio das 55 Janelas, Golden Gate, Lion’s Gate, Mini Templo Pashupati, Templo Nyatapola e Templo BhairavNath. Mais tarde, observe artesãos trabalhando em potes de cerâmica. Depois, ida a Dhulikhel – conhecida entre mercadores do passado – que faziam uma parada, na rota entre o Tibete e o Nepal. Também é um lugar perfeito para se maravilhar com a amplitude dos Himalaias. Chegada no hotel, check-in e pernoite.

5º DIA – 18/08 - DOMINGO - DHULIKHEL / PANAUTI / DHULIKHEL - (C)
Bem cedo, caminhada guiada (aprox. 2h) até o Templo Kali, em Bhanjyang. Na chegada, pela estrada, ida até o Mosteiro Namobuddha. Acredita-se ter sido construído sobre a tumba do príncipe Mahasatwo que sacrificou sua vida para salvar uma família de uma tigresa faminta. Um lugar agradável de uma beleza ímpar que convida a meditar. Mais tarde, ida até Panauti. A cidade está situada na confluência dos 2 rios Rosi e Punyamati. Tem 40 templos e 28 festivais. É considerado um dos locais medievais mais importantes da região, tem muitos monumentos budistas e hindus. Visita ao Templo Krishna, o Templo Unmata Bhairav e o Templo Ahilya, situados nas proximidades. Outros templos dignos de nota são o Templo de Brahmayani, do séc. XVII, e o Templo Krishna Narayan. Mais tarde, retorno ao hotel para pernoite.

6º DIA – 19/08 - SEGUNDA-FEIRA - DHULIKHEL / CATMANDU / PARO / THIMPU - (C, A, J)
Após café da manhã, saída do hotel rumo ao Aeroporto Internacional de Catmandu (aprox. 1h30 de transfer) e embarque em voo rumo ao Butão (voo dura em média 1h). Chegada no Aeroporto Internacional Paro Nemeyzampa. Após procedimento de imigração, encontro com o guia rumo a Thimpu – passando pelo Rio Wangchu. O Butão é um reino remoto do Himalaia, com a maior parte da população vivendo em aldeias. A urbanização começou aqui no início da década de 1960, quando Thimpu foi proclamada capital. Thimpu é uma pequena cidade movimentada no coração do Himalaia e ainda é conhecida como a única capital do mundo sem semáforos. Almoço em um restaurante local. Na parte tarde, uma rápida parada no Museu Têxtil, que oferece uma visão fascinante da cultura dos tecidos butaneses. Em seguida, visita a estátua do Buda Shakyamuni (51,5 metros de bronze), situada no topo de uma colina. Desfrute das vistas para o Vale de Thimpu. Fim do dia na galeria de arte chamada VAST Studio. Depois disso, passeio pela cidade de Thimpu. Regresso ao hotel para jantar e pernoite. 

7º DIA – 20/08 - TERÇA-FEIRA - VALE DE THIMPU - (C, A, J)
Depois do café da manhã, ida a Pangrizampa, a Escola de Astrologia – a única faculdade de astrologia no país que serve como uma instituição educacional para os monges aprenderem astrologia tradicional. Notavelmente, o instituto divulga anualmente calendários oficiais do Butão, influenciando as datas de eventos nacionais como o dia da coroação do rei, o casamento real e ocasiões auspiciosas. (Nota: leituras astrológicas privadas são cobradas e devem ser pagas localmente por quem desejar ter essa experiência). Em seguida, explora-se o Vale de Thimpu, visitando o Memorial Chorten (concluído em 1974) é, ao mesmo tempo, um memorial ao falecido rei (“o pai do Butão moderno”) e um monumento dedicado à paz. Um lugar movimentado onde pessoas de todas as idades rezam, giram as grandes rodas de oração e oferecem lamparinas de manteiga as entidades superiores. Depois, ida a Biblioteca Nacional que guarda tesouros literários como uma extensa coleção de literatura budista, principalmente em formato impresso em bloco, com obras centenárias. Como a famosa Coleção Choekey, literatura budista escrita em choekey, uma escrita religiosa, além de obras em tibetano e em Dzongkha, a língua nacional do país. A biblioteca exibe um dos maiores livros do mundo – o “Butão” (ex-detentor do recorde mundial do Guinness Book). Na parte da noite, ida a Trashichhodzong, uma fortaleza/mosteiro que abriga a sala do trono do Rei e outros escritórios governamentais. Retorno ao hotel e pernoite em Thimpu.

8º DIA – 21/08 - QUARTA-FEIRA - THIMPU / PUNAKHA - (C, A, J)
Café da manhã bem cedo e saída do hotel rumo a Punakha, passando pelo estreito Dochu La Pass (3.050 metros) com lindas vistas para os Himalaias e seus picos. O lung dhar, significa “Cavalo do Vento”, são pequenos pedaços de tecidos quadrados, coloridos amarrados juntos, as cores representam os 5 elementos – amarelo (terra), verde (madeira), branco (ar), azul (água), vermelho (fogo). As orações e mantras estão escritos no tecido e são pendurados ao ar livre, em locais altos, onde os ventos são mais fortes. Hoje, cada integrante pendurará seus lung dhar ao vento que ao soprar, move as bandeiras de oração, ativando as bênçãos. Na sequência, prossiga para Punakha, em um vale subtropical com verões quentes e invernos agradáveis. Almoço no restaurante local. Na chegada, visita ao Chimi Lhakhang: o auspicioso mosteiro da fertilidade de 1499. O dia termina em Punakha Dzong, construído em 1637, por um ser iluminado, Ngagai Rinchen. Foi o segundo dzong do Butão – resistiu a incêndios, inundações e terremotos. Jantar e pernoite em Punakha.

9º DIA – 22/08 - QUINTA-FEIRA - PUNAKHA / PARO - (C, A, J)
Após café da manhã bem cedo, traslado para Paro cruzando novamente o Passo Dochula. Este vale é o lar de muitos dos templos e mosteiros mais antigos e do único aeroporto do Butão. O Monte Jhomolhari (7.300 metros) reina no extremo norte do vale, suas águas glaciais mergulham em desfiladeiros profundos para formar o Pa Chu (Rio Paro).O vale de Paro é um dos mais férteis do reino. Almoço no restaurante local. Na chegada, visita ao Museu Nacional. Sua coleção inclui artefatos antigos, armas, moedas, selos e uma pequena coleção de história natural. No fim do dia, visita a uma tradicional fazenda do Butão, para se experimentar uma versão do tradicional jogo de arco e flecha. Uma experiência divertida que tem tudo a ver com a cultura do país. Tem-se ainda a oportunidade de se vestir como um butanês, trajando um “gho” para os homens e uma “kira” para as mulheres. Jantar, volta ao hotel para pernoite em Paro.

10º DIA – 23/08 - SEXTA-FEIRA - PARO - (C, A, J)
Após um leve café da manhã, subida ao Mosteiro Ninho do Tigre (Taktsang) – na altitude de 3000 metros, sendo esse o cartão-postal do Butão e um dos lugares de peregrinação budista mais relevantes do mundo. A lenda conta que no séc. VIII, o Guru Rimpoche, quem trouxe o budismo ao Butão, teria aí pousado, sendo trazido no lombo de um tigre voador. Parada no alto para um breve descanso (tomar um chá ou café) e continuação até a subida (leva em torno de 3h). No topo, há pequenos templos e diversos lugares perfeitos para meditar. Explora-se tudo por aprox. 1h. Na descida, parada para almoço. Retorno ao hotel em Paro para pernoite. 

11º DIA – 24/08 - SÁBADO - PARO / CATMANDU - (C)
Check-out do hotel e ida até o aeroporto para tomar o voo rumo ao Nepal. Estima-se que o voo parta às 7h10 e chegue em Catmandu às 8h10. Transfer até o hotel, onde as malas ficarão até o check-in. Visita a Thamel sugere-se compra de souvenirs. Retorno ao hotel para check-in, a partir das 14h, e resto do dia livre. Aconselha-se fazer um tratamento de SPA no próprio hotel. 

12º DIA – 25/08 - DOMINGO - CATMANDU - (C)
Em horário a ser determinado, check-out do hotel (limite às 11h) e transfer até o Aeroporto Internacional de Catmandu. Chegada no aeroporto e fim dos nossos serviços.
 
 
 
 
HOTÉIS PREVISTOS OU SIMILARES
CATMANDU - Aloft Kathmandu Thamel (4,5*)
DHULIKHEL - Himalaya Drishya Resort (5*)
THIMPU - The Pema by the Realm (4*)
PUNAKHA - Dhensa Resort (4*)
PARO - Hotel Kachi Grand (4*) 

Saídas

  • 14

    Ago

    2024

O que inclui

INCLUÍDO:
- 04 noites em Catmandu, 02 noites em Dhulikhel, 02 noites em Thimpu, 01 noite em Punakha e 02 noites em Paro com café da manhã, nos hotéis mencionados acima ou similares;
- Todos os traslados e passeios  em veículos turísticos;
- 05 almoços e 05 jantares no Butão;
- Serviços de guia acompanhante falando espanhol durante todo o programa;
- Entradas nos monumentos mencionados;
- Água a disposição nos veículos nos transfers e passeios;
- Presentes de boas-vindas;
- Impostos e taxas locais;
-  Bandeiras coloridas com bençãos para serem penduradas durante uma experiência;
- Ida a uma fazenda local para aprender os fundamentos do arco e flecha;
- Custos para aplicação do visto no Butão (será feito pelo receptivo local);
- Kit Viagem (3);
- Seguro viagem internacional (consulte suplemento para maiores de 74 anos).


NÃO INCLUÍDO:
- Refeições não mencionadas acima como incluídas;
- Early check-in e late check-out nos hotéis;
- Voo internacional de chegada e saída no país.
- Despesas pessoais e gorjetas;
- Taxas bancárias, custos de financiamento do pacote junto a agência de viagens/operadora de viagens.


OPCIONAIS - Preços por Pessoa
- Suplemento para 5 jantares nos hotéis em Nepal - USD 130

Valores

Valores por pessoa - Parte terrestre

Deslize a tabela para os lados para ver mais valores

Hospedagem

Apartamento

Duplo

Single

Triplo

Criança

Período da Viagem

Apto Standard U$ 4.595 10x U$ 460 U$ 5.627 10x U$ 563 14/08/2024 até 25/08/2024 solicitar reserva

FORMAS DE PAGAMENTO
- Pagamento à vista: 3% de desconto, exceto sobre taxas e impostos.
- No Cartão: Entrada de 20% + 9 parcelas iguais
- No Cheque: Entrada + 9 parcelas iguais sem juros

IMPORTANTE

- Em caso de haver voos sugeridos ou incluídos nos roteiros e o passageiro optar por voos diferentes, deverão consultar o valor do traslado adicional e/ou privativo;
- Os horários de check-in variam entre as 12h e as 16h, e check out entre 11 e 14, dependendo das regras e regulamentos do estabelecimento;
- Early check-in e late check-out devem ser consultados, sujeitos à disponibilidade e cobrança de taxas extras;
- Não aceitamos pagamentos com cheques de terceiros ou de pessoa jurídica cujos proprietários não sejam os viajantes. Aceitamos pagamento com cartão de credito desde que seja do próprio passageiro ou de parente em primeiro grau, com o mesmo sobrenome;
- Não estão inclusos custos para envio de documentação e brindes fora da cidade de São Paulo.
 
 
ATENÇÃO:
- Horário de check-in às 14h e check-out ao 12h (meio-dia).


OBSERVAÇÕES:

***RESERVAS***
Para iniciar as solicitações de reservas internacionais, é IMPRESCINDÍVEL informar os seguintes dados do passageiro: nome/sobrenome, número do passaporte válido, data de nascimento e nacionalidade. Sem estas informações não será possível dar andamento ao processo de reservas da parte terrestre. Após confirmação da parte aérea, será solicitado um sinal de US$ 200,00 por passageiro, para que se possa dar continuidade nas solicitação da parte terrestre. O saldo deverá ser pago imediatamente após a confirmação do pacote, para garantir a reserva. O valor de sinal pago será deduzido do pacote, quando a reserva for integralmente confirmada. Em caso de cancelamento ou alteração por parte do passageiro, não haverá devolução do sinal. Caso a reserva não seja confirmada, o sinal será reembolsado integralmente.

 

DOCUMENTAÇÃO PARA EMBARQUE - Passageiros Brasileiros
- PASSAPORTE BRASILEIRO: Validade mínima de 6 meses e mínimo de 3 páginas em branco para os carimbos de controle de imigração.
- VISTOS: PORTADORES DE PASSAPORTE BRASILEIRO precisam de visto para embarque ao Nepal e ao Butão. Em relação ao Nepal, recomenda-se iniciar o trâmite online, pelo menos 15 dias antes do embarque, para agilizar a entrada no país e processo de compra de visto. online.nepalimmigration.gov.np/tourist-visa. >>Siga o link>> “To apply fortourist visa, please go here”.
- O visto do Nepal é pago localmente e custa USD 30 – traga o formulário do visto preenchido online impresso.
- O visto do Butão será tramitado via empresa receptiva o custo já está incluído no pacote. O visto do Butão, geralmente é expedido 2 semanas antes do embarque ou menos. Necessário enviar a cópia do passaporte em alta resolução, cópia do seguro viagem e foto do rosto tamanho passaporte.
- Recomenda-se viajar a Ásia com certificado internacional de vacina contra a febre amarela válido. 


CONDIÇÕES GERAIS
* Documentação para embarque: para sua tranquilidade providencie a documentação com antecedência.
* Preços sujeitos a alterações sem aviso prévio. 
* Saída garantida a partir de 6 passageiros.
* A programação pode sofrer alterações devido a fatores climáticos, de acesso, ou outros que a operadora julgue poderem interferir na segurança ou bem estar dos viajantes.
* Não inclui taxa de embarque ou impostos.


CANCELAMENTOS E DEVOLUÇÕES
De acordo com as condições do contrato de prestação de serviço.

Depoimentos

Nepal.
Foi tudo maravilhoso, uma experiência incrível. Uma cultura totalmente diferente da nossa, tanto Índia quanto Nepal. Os guias foram ótimos comigo, super...

Continue lendo

Foi tudo maravilhoso, uma experiência incrível. Uma cultura totalmente diferente da nossa, tanto Índia quanto Nepal. Os guias foram ótimos comigo, super competentes para falar dos locais do passeio, muito respeitadores e prestativos. Sempre pontuais. Vocês estão de parabéns. Fiz o passeio de avião pela cordilheira, um sonho, muita emoção passar pelos maiores  picos e o gigante Everest. Amei tudo, obrigada. 

Cris Carneiro

Entre em contato!

SOLICITE SUA RESERVA OU TIRE SUAS DÚVIDAS

Aceito receber as comunicações da Freeway por e-mail.

Baixe o PDF