Blog

Patagônia Run: Qual o trajeto de uma das mais importantes corridas de montanha do mundo

A Patagônia Run acontece na cidade de San Martín de Los Andes, na Argentina, e é uma paisagem mais selvagem e rural. Uma oportunidade de conhecer e vivenciar a região pelos próprios pés. O trajeto, é claro, é o que faz toda a diferença nessa maratona: lagos, bosques, pampas, montanhas, geleiras...Bora saber o que você vai conhecer por lá? Já falamos sobre a Patagônia Run aqui, tire suas dúvidas!

1. Lago Lácar

Para quem vai correr a maior distância da Patagônia Run, 160 km, a largada se dá no Lago Lácar, um lago de origem glacial na cordilheira dos Andes, a 630 m de altitude. O seu arredor é pouco habitado, à exceção de San Martín de los Andes, na sua costa nordeste.

De águas cristalinas, Lácar integra o Circuito dos 7 Lagos composto por outros pontos turísticos da Patagônia: lagos Espejo, Correntoso, Escondido, Villarino, Falkner e Machónico. Além da beleza, Lácar é muito importante para a cidade de San Martin pois por ele se realizam atividades de esportes, navegação, turismo, praias, mirantes e estradas.

2. Pampas

A Patagônia é a região mais ao sul do continente americano, por isso é uma das regiões menos habitadas do Planeta e esteve isolada por muito tempo.  

Ainda assim, existem cerca de 500 espécies de animais que vivem na Patagônia e se adaptaram às temperaturas baixíssimas e ao alto volume de chuvas.

O pampa argentino, que se estende para o Sul do Brasil, é composto por amplas pastagens planas, diferencial na região montanhosa. Tais características são aproveitadas para a criação de gado e garantem uma paisagem de estepes lindíssima e um fôlego na corrida.

3. Geleiras

As temperaturas baixas da Patagônia possibilitam a formação das geleiras. Essas massas de gelo que se locomovem, para derreterem por completo podem ficar mais de dez anos viajando na água, acompanha os lagos cristalinos e a cadeia de montanhas.

Você não imaginava que poderia ter essa vista sem ser nos pólos, né? Por isso a Patagônia é uma viagem tão exuberante e especial!

4. Cordilheira dos Andes

Correndo pela Patagônia ainda podemos ver a Cordilheira dos Andes. Atravessando todo o continente sul-americano, indo da Venezuela até a Patagônia. Sua extensão cobre mais de 7000 km em uma altitude média de 4000 m. Em seu ponto mais alto, o pico do Aconcágua (Argentina), atinge 6962 m de altitude.


 

5. Centro Cívico de San Martín de los Andes

A Patagônia Run se encerra no centro cívico de San Martín de los Andes, em frente ao Dublín South Pub. A simpática cidadezinha tem cerca de 22 mil habitantes. Ao seu redor, ranchos e fazendas demonstram como vivem os nativos.

Uma boa oportunidade para descansar e aproveitar os chocolates, as cervejas artesanais e os restaurantes para degustar uma típica parillada. As ruas são arborizadas e as construções de madeira e pedra nos lembram que estamos em uma fria cidade de montanha.

Que tal viver essa experiência? Paisagem, bem estar, tranquilidade, emoção...dias inesquecíveis na Patagônia! Vamos? É em Abril de 2019. Saiba mais!

 

FALE COM NOSSO CONSULTOR