Blog

25 anos de Freeway e do ecoturismo no Brasil

Comemoram-se em 2008 os 25 anos das primeiras caminhadas organizadas em mata atlântica no Brasil. Foi em 1983 que a Freeway dava seus primeiros passos levando os primeiros grupos a descer a Serra do Mar, desde o planalto, até a baixada, pela trilha de Paranapiacaba.
Desde estes primeiros momentos a Freeway se dedicou a descobrir inúmeras trilhas, destinos, parques, levando seus grupos a pioneirar Brasil adentro.
Criamos uma cultura de se fazer turismo usando a natureza como matéria prima, palco e objetivo. Adicionamos serviços que compuseram grandes viagens. E que se tornaram referência para o que depois veio a se chamar ecoturismo.
Os critérios para a adição destes serviços tinham dois endereços e em seu nome foram cometidos: O primeiro, endereçado a nossos clientes, era a criação de experiências únicas, prazerosas, ricas e memoráveis. O segundo tinha por objetivo a natureza, através de seu conhecimento, da criação de uma consciência conservacionista, e do enaltecimento da natureza.
Pelos caminhos diversas sementes foram deixadas. Trilhas foram abertas, lideranças forjadas, filhotes deixados, modelos construídos e destinos turísticos criados.
Em nome do nascente ecoturismo criaram-se escolas, cursos, faculdades. Nominaram-se profissões. Criaram-se demandas e nasceram pousadas, refúgios, eco-resorts e atrativos em áreas privadas. Jovens moldaram suas carreiras e vidas, através das oportunidades surgidas. Surgiram associações, nichos internacionais, mais motivos para se visitar o Brasil.
Hoje, muito mais gente viaja, e com muito mais estrutura e conforto. Valorizou-se o contato com a natureza, aumentou a consciência ambiental da sociedade brasileira.
Talentos humanos despontaram pelos quatro cantos do país, buscando descobrir e mostrar o que seu cantinho tem de melhor.
Aprendeu-se uma forma de interagir com a natureza sem depredá-la, minimizando os impactos.
O ecoturismo tem sido uma ponta de lança, viva, prática, na promoção de um planeta mais consciente, mais responsável e mais cuidadoso com seus recursos únicos.
Os próximos 25 anos acenam com continuidade. Novas gerações estarão conduzindo o processo de interação respeitosa com a natureza.
O ecoturismo é a indústria da qualidade de vida. Para o cliente - o viajante, para o prestador de serviços, para a comunidade local, para todos os que de alguma forma com ele estejam relacionados.
E a Freeway pretende continuar oferecendo experiências únicas, inesquecíveis, de alta qualidade, mostrando os melhores caminhos, as melhores viagens, para uma integração prazerosa, enriquecedora, responsável entre homem e natureza.

Edgar Werblowsky

Edgar Werblowsky é diretor de inovação, relacionamento e ações socioambientais da agência FreeWay Brasil e diretor do TOI - Tour Operators Initiative for Sustainable Tourism Development - UNEP - ONU - [email protected]

Chamemos as universidades a saírem de seu papel passivo na geração do conhecimento, na avaliação de teses, para adotarem uma postura pro-ativa de conservação e fiadora de uma política responsável. Gravíssimo erro é deixar continuar como está para ver como é que fica. Fatal é deixar a chave do galinheiro na mão da raposa.

Quando a maioria da sociedade acordar será tarde. As florestas e rios já terão se ido. Para desgraça de nossos filhos e netos. Será que não vamos nos mexer, sair das nossas cadeiras ?

Há exatos 20 anos atrás um grupo de ambientalistas, empresários, jornalistas, publicitários e homens de visão criaram a Fundação SOS Mata Atlantica. Neste momento é imperioso que este espírito reúna novamente as pessoas deste calibre e que juntos eles abracem este desafio.

 

(*) Edgar Werblowsky é diretor de inovação e ações sócio-ambientais da Freeway Brasil e diretor do TOI (UNEP – UNESCO – UNWTO), a comissão de turismo sustentável da ONU. (http://www.freeway.tur.br e http://www.toinitiative.org) 

FALE COM NOSSO CONSULTOR