Blog

7 coisas que você precisa saber sobre a Amazônia antes de viajar para lá

Já teve vontade de mergulhar na imensidão da mata? Se hospedar em um dos maiores tesouros brasileiros? Claro que estamos falando da Amazônia.

A região que encanta nossa imaginação, que é motivo dos maiores atritos políticos, assunto internacional, mas acima de tudo pode ser conhecida por nós de forma prazerosa e sustentável. 

E para falar de ecoturismo na Amazônia, vamos trazer algumas informações para você programar a sua viagem e claro, 7 coisas que você precisa saber antes de viajar para lá! 

 

 

Amazônia é Biodiversidade

A maior floresta tropical do mundo é um verdadeiro tesouro em biodiversidade. Uma em cada dez espécies conhecidas vive na Amazônia.

É a maior diversidade de plantas do planeta, estima-se que podem existir mais de mil espécies diferentes em cada quilômetro quadrado amazônico. Esse impressionante número pode chegar a 50 mil espécies vegetais, o que daria 20% do número de plantas no mundo. 

A região também abriga milhares de espécies de insetos, mamíferos, aves, anfíbios, répteis e peixes. 



Afinal, a Amazônia é só no Brasil? Amazônia é Amazonas?

A Amazônia, ou melhor, a Floresta Amazônica inclui uma área territorial de 9 nações da América do Sul, que é representada por toda a vegetação que circunda a grande bacia hidrográfica do Rio Amazonas. 

São 7 milhões de quilômetros quadrados, sendo que 5 milhões são só de floresta tropical. E  a Amazônia é associada ao Brasil porque aqui está bem mais da metade da sua área. 

Cerca de 13% está no Peru e outras parcelas menores se dividem entre Colômbia, Bolívia, Venezuela, Equador, Suriname, Guiana e Guiana Francesa.

Quanto aos estados brasileiros que fazem parte da Amazônia Legal, termo instituído pelo governo federal, são 9 também. O que inclui Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Maranhão. 

Uma área que compreende 61% do território brasileiro, mas ocupada por apenas 12% da nossa população. 

O estado do Amazonas é o maior do país, se fosse um país, seria o 16º em extensão territorial. Além disso, está localizado bem ao centro da Floresta Amazônica, O Rio Amazonas o corta de ponta a ponta. 


O turismo na floresta amazônica 

Quando se fala em turismo na Amazônia, o principal ponto de destino é Manaus, no estado do Amazonas. Por ter estrutura de aeroporto, hospedagens incríveis nos arredores e ponto de partida para experiências inesquecíveis como o “Encontro das Águas”, é lá que se associa o “viajar para a Amazônia”.

Claro, que você pode conhecer diversos destinos em outros municípios do estado e principalmente no Pará. Mas uma autêntica experiência da Floresta Amazônica está muito associada à região manauara.

O acesso para lá não é dos mais fáceis, principalmente rodoviário. Mas os voos são frequentes nas mais diversas capitais brasileiras. E o forte do Amazonas é realmente o transporte fluvial. 

Por sua fácil navegabilidade e a incrível extensão da bacia do Rio Amazonas, toda a região amazônica é ligada principalmente por barco, onde se formaram as principais cidades.

Conhecer a região navegando pode ser uma experiência bem típica também. Opções turísticas são muitas. E queremos te apresentar algumas opções em nosso site:

Quando viajar, qual a melhor época para viajar para a Amazônia?




 

O turismo pode ser realizado em qualquer momento do ano. Por estar bem na região do Equador, as estações não são tão diversas em temperatura, mantendo uma média de 30ºC ao longo de todo ano. 

Mas o auge das temperaturas se dá no mês de setembro e é bem quente, principalmente para quem não está acostumado ao calor.

Quanto à chuva, há muita diferença. Na realidade chove ao longo de todo o ano na Floresta Amazônica, mas os meses de maior intensidade vão de dezembro a maio. 

Nessa época a precipitação é bem intensa, o que causa o período de cheia, que vai de abril a julho.

Dito isso, você já tem dados suficientes para avaliar a data da sua viagem. A melhor época para curtir a cheia dos rios, sem muita chuva, é com certeza entre os meses de junho a agosto. As “férias de julho” são sempre um período interessante para viajar para a Amazônia.

Mas você pode considerar também viajar entre os outros períodos do ano, no verão entre novembro e fevereiro. Com certeza vai encontrar outra floresta, outra paisagem e terá outro tipo de experiência.

Leve em conta essas ponderações, mas independente da epóca, não deixe de visitar este lugar único no Planeta.

 

7 coisas que você precisa saber antes de viajar para a Amazônia:

Agora vamos a algumas curiosidades mais para dar aquele gostinho de viajar para a Floresta Amazônica. 

1. Os “índios” não são todos iguais

Popularmente denominado como “índios”, a população nativa da região se distribui ao longo do estado e possuem tradições, mitos e valores diferentes umas das outras. 

As etnias mais encontradas são Tikuna, Guarani-Kaiowá, Yanomami (que também ocupa o território do Estado de Roraima), Sateré-mawé, Munduruku e Mura.

Existem ainda as "Novas Aldeias", formadas por índios de diversas etnias que se desligaram de suas tribos de origem indo buscar interação com a vida na cidade. 

Muitos que não conseguem adaptar-se aos centros urbanos, formam um tipo de “Nova Aldeia” , um pouco distantes das cidades grandes, mas com possibilidade de acesso para que as crianças estudem, para alguns tentarem trabalho. Uma destas comunidades indígenas está localizada no Rio Tarumã.

Além da população indígena estão muito presentes os ribeirinhos, denominados caboclos. Oriundos de miscigenação de brancos e índios, boa parte deles vive da produção de mandioca e borracha. E formam grande parte da população da região.                                                                                                                                                                                              

 

2. O Rio Amazonas não nasce no Amazonas e nem no Brasil

 


 

A nascente do rio Amazonas é na cordilheira dos Andes, no sul do Peru. Quando adentra o território brasileiro é denominado Rio Solimões e finalmente, em Manaus, após a junção com o Rio Negro, recebe o nome de Amazonas.

Antes de se unirem, as águas dos dois rios correm lado a lado por aproximadamente 12 quilômetros sem se misturarem. 

O fenômeno ocorre devido a diferença de temperaturas, densidade e velocidade destes rios. Presenciar a beleza dos dois rios e o encontro das águas é simplesmente maravilhoso!

Vale lembrar que o Rio Amazonas é o maior tanto em extensão territorial quando tem volume de água. 

 

3. Comidas da Amazônia que você nunca provou (mas deveria!)

As frutas do norte são uma atração à parte e por lá se faz de tudo: pão de tucumã, sorvete de graviola, chocolate de cupuaçu, vinho de açaí, doce de araçá-boi e licores de camu-camu. 

E tem alguns alimentos um pouco mais conhecidos pelo país como o guaraná, a fruta do conde e o palmito pupunha!

Isso sem falar na diversidade de peixes que são iguaria na região. Frutas, doces, pratos típicos, são tantos sabores que só provando mesmo para entender.

Se você estiver aberto para fazer além de uma viagem, viver experiências gastronômicas, sua estadia na Amazônia será inesquecível. 

 

4. 20% da água doce do planeta está na Amazônia

Você já se perguntou quantos rios tem na Amazônia? São mais de mil afluentes. 

Os rios por lá possuem cores diferentes por causa das substâncias e nutrientes encontrados nas suas composições. 

Os rios de água preta, por exemplo, são ricos em ácidos húmicos e fúlvicos, resultados da decomposição do húmus no solo, é o caso do Rio Negro. 

Já os rios de águas claras contém poucos ácidos e nascem dos escudos cristalinos, por exemplo o Rio Tapajós. Os rios de águas barrentas provém de regiões montanhosas proporcionando esta coloração, o Rio Amazonas está nessa categoria.

Isso sem falar do que muitos chamam de rios voadores, que percorrem o céu do Brasil a partir da Amazônia e da quantidade imensa de água subterrânea que dá volume para a região. 

 

5. Muitas lendas do folclore brasileiro tem como cenário a Amazônia

O folclore faz parte do imaginário do brasileiro. Quem nunca ouviu histórias contadas pelos avós, professores e antigos sobre mulas sem cabeça, menina que se apaixona por boto, um moço travesso com os pés para trás e um outro moço também travesso que pula com um pé só?

A lenda do boto cor-de-rosa, que vive nos rios da Amazônia, e nas primeiras horas da noite se transforma num lindo jovem que seduz jovens solteiras. O boto conduz seus encontros para o fundo do rio, onde engravida as moças.

Quando as jovens engravidam e não tinham compromisso com nenhum homem, era comum dizer que o bebê era filho do boto.

A lenda do Curupira narra a história de uma entidade que protege a fauna e a flora da floresta. O Curupira é conhecido por ter os pés voltados para trás e vingar a floresta dos destruidores. Que ele volte a aparecer para proteger a grandiosa Amazônia, né?!

Já as lendas com figuras femininas, tem-se a da sereia Iara que atrai os homens pelo seu canto e por sua beleza e a lenda da Vitória Régia. 

A Lua era um deus que namorava índias. Uma delas, a jovem guerreira Naiá se apaixona pela Lua e, numa noite, vendo a lua refletida nas águas se aproxima demais do lago e morre afogada. Comovido pela situação, o deus Lua transforma a jovem na flor Vitória-régia que sobrevive sob as águas.

 

6. A terra das cachoeiras fica na Amazônia

Se você acha que já conheceu cachoeiras suficientes é porque nunca viu as da Amazônia. 

Na cidade de Presidente Figueiredo, ao lado de Manaus, é possível encontrar 159 cachoeiras, 7 corredeiras, 9 cavernas e grutas. 

Por lá, tem-se as opções de prática de esportes como rapel, rafting, tirolesa, bóia-cross, caiaque, arvorismo e trilhas na selva. 

 

7. Os animais das da fauna amazônica são incríveis

Quais os animais que podemos ver na Amazônia?

Nos rios existem cerca de três mil espécies. Os principais peixes da região amazônica são tucunarés, surubins, piranhas, jaús e tambaquis. 

Na terra, habitam aproximadamente 300 espécies de mamíferos entre onça pintada, anta, lobo guará, veado, capivara, lontra e tatu. 

Sem falar dos répteis como jacarés, tartarugas e cobras. Nos ares, centenas de papagaios, garças, tucanos, pardais, gaviões e corujas.

Viva esta experiência! Conheça a Amazônia, paraíso brasileiro!

 

Saiba como viajar para a Amazônia, onde ficar e aproveitar os melhores passeios oferecidos exclusivamente pela Freeway. 

Você gosta de viagens na natureza, conforto, experiências inesquecíveis, ecoturismo? Temos roteiros que agradam todos os gostos em diversas épocas do ano, dá uma olhadinha!

 

FALE COM NOSSO CONSULTOR