Blog

Amazônia – 10 atitudes que cada um de nós pode tomar

No post de hoje mais um artigo do meu amigo Edgar. No texto ele faz mais uma reflexão sobre o que cada um de nós podemos fazer para impedir a devastação da Amazônia.

“Deixar apenas ao governo a responsabilidade de proteger a Amazônia é pouco. Cada um de nós, cidadãos e consumidores,  pode ajudar a fazer a diferença para conservar e deter a devastação da Amazônia, um dos mais importantes e ameaçados biomas do planeta.    A seguir, 10 dicas para você fazer a sua.

1 – CARNE VERMELHA –  Diminuindo o nosso consumo de carne vermelha. Retirando a carne vermelha do cardápio durante dois dias por semana, podemos reduzir em até 28% seu consumo e, com isso, a área desmatada, especialmente da Amazônia.  Que tal substituir churrascarias-rodízio por restaurantes mais sustentáveis?  O corpo e a saúde também agradecem.  Nosso próximo exame de sangue vai mostrar a diferença.

2 – SELO DE PROCEDENCIA PARA O BIFE – Devemos exigir dos fornecedores selo de origem e, com isso, vetar na nossa mesa bife proveniente de boi de áreas desmatadas da Amazônia.  O Ministério Público está se empenhando nisso, mas precisa de nossa ajuda.

3 – SELO DE PROCEDENCIA PARA O ÓLEO DE SOJA – Devemos exigir das empresas produtoras e envasadoras de óleo de soja selo de origem, e banir de nossas compras óleo de soja proveniente da Amazônia.

4 –  MÓVEIS – Comprar apenas móveis fabricados com madeiras plantadas, como o eucalipto e pinus, e recusar móveis de mogno e madeiras ditas nobres (60% da madeira extraída da Amazônia é utilizada no mercado interno, em nossas casas e construções). Com isso reduzimos a demanda e, conseqüentemente, o lucro e a voracidade dos desmatadores.

5 – PRODUTOS DA FLORESTA – Comprar produtos fabricados com essências da floresta, como perfumes, sabonetes e xampus, comprovada a idoneidade do fabricante. Com isso estamos apoiando o desenvolvimento sustentável da região.

6 – ARTESANATO  – Comprar artesanato da região, contribuindo para gerar renda para as comunidades tradicionais. Isto também é desenvolvimento sustentável.

7 – VOTO – Votar em políticos que se comprometam com a preservação da Amazônia, de maneira a aumentar a bancada conservacionista no congresso.

8 – MOBILIZACAO -  Assinar listas pela preservação, criar correntes, promover eventos, apoiar ONGs e criar ONGs.  Estaremos ensinando cidadania a nossos filhos. E eles um dia nos agradecerão um dia muito por isso.

 9 – VIAJAR – Viajar para a Amazônia e maravilhar-se com a floresta, seus rios e seus povos. Lembrando Jaques Cousteau: só protegemos aquilo que amamos, e só amamos aquilo que conhecemos. 

 10 – LER – Ler a respeito da Amazônia.  Sermos embaixadores da floresta quando estivermos viajando no exterior.

 O papel de cada um de nós é crucial. Além de juntos termos uma capacidade insuspeitada de provocar mudanças, a corrente coletiva gerada pelas nossas ações individuais ressoará no inconsciente coletivo do planeta, fazendo com que simultaneamente outras pessoas, em outros lugares do país e do mundo, comecem a adotar medidas semelhantes. Com isso, contribuímos para fazer com que a Amazônia seja preservada para as próximas gerações, quando estudos mais aprofundados, com mais experiência e mais visão, mostrarão a importância de tê-la conservado até aqueles dias.

 Quem está fazendo a lição de casa?

 Positivo:  A Kuoni Índia – que foi declarada a vencedora na categoria de Responsabilidade Corporativa do Bird Express Travel World Awards por sua Iniciativa de Proteção à Criança na Índia. A iniciativa na Índia incluiu palestras para sensibilizar hotéis parceiros e chamar a atenção de vários investidores da indústria do turismo em Goa, Cochin e Kerala.

Negativo:  O volume de folhetos (papel) nas feiras e eventos de turismo, do qual a maior parte vai ganhar as latas de lixo na primeira oportunidade.  Por que não usar e abusar de CDs e pen-drives ?

FALE COM NOSSO CONSULTOR