Blog

Uma viagem pelas trilhas e cachoeiras da Chapada dos Veadeiros

A Chapada dos Veadeiros é repleta de atrativos naturais. Um destino cada vez mais procurado por turistas não só brasileiros, mas de todo o mundo. 

 

Além da natureza encantadora do cerrado brasileiro, o local também tem uma mística que inspira pessoas ligadas ao autoconhecimento, artes, espiritualidade e ufologia. E claro, também os amantes do ecoturismo.

A cidade mais turística e base para conhecer a Chapada é Alto Paraíso, localizada a 230 km de Brasília. Pequena, mas com um astral bem voltado ao turismo, onde há excelentes opções gastronômicas. Principalmente saudáveis, vegetarianas, veganas e conscientes. 

Há diversas feiras com produtos naturais e muitas lojas repletas de cristais e souvenirs que fazem referência de natureza, extraterrestre, a fauna e flora do cerrado.

De Alto Paraíso é possível partir para os principais passeios de trilhas e cachoeiras. Mas caso você queira passar uns dias no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, o local mais próximo é a vila de São Jorge.

Mais rústico, calmo, com boas opções de hospedagem, São Jorge é a portaria de entrada do parque de Veadeiros. 

Mas além do Parque Nacional, que está em ampliação, há diversos atrativos que podem ser visitados em toda a região. 

 

Chapada dos Veadeiros - Cerrado, trilhas e cachoeiras

A Chapada dos Veadeiros é perfeita para o ecoturismo. Suas cachoeiras, cânions e toda vegetação do cerrado tem o dom de encantar todos os visitantes.  Um destino cada vez mais procurado por turistas não só brasileiros, mas de todo o mundo. 

Patrimônio Natural da Humanidade, título concedido pela Unesco, Veadeiros é um verdadeiro berço de águas, pois de seus paredões brotam alguns dos principais rios que formam as bacias da América do Sul. 

É um destino que  encanta turistas do mundo todo: o cerrado entrecortado por rios, cachoeiras e montes é convite irresistível a banhos, trilhas, caminhadas e passeios de bicicleta. A Chapada é uma delicada poesia docemente elaborada pela mãe natureza com o único objetivo de tocar para sempre as nossas almas…

A Freeway tem roteiros o ano inteiro para a Chapada, seja em feriados ou saídas regulares. Confira as nossas sugestões e tire as principais dúvidas sobre o destino.

 

Melhor época para visitar Veadeiros?

Maio a Setembro: Época de estiagem, a vegetação é seca e o pôr do sol é lindo. As cachoeiras são mais acessíveis, com menos volume de água e um pouco mais frias.

Novembro a março: Época de chuvas, a vegetação é mais verde e é preciso estar atento ao risco de tromba d’água. O volume das águas nas cachoeiras encanta.

Outubro e abril: É uma transição, onde já chove um pouco. É possível pegar a vegetação mais verde e as cachoeiras mais cheias. Mas também há risco de tromba d’água.

 

Como chegar na Chapada?

Para chegar na Chapada dos Veadeiros, o ideal é pegar um voo até Brasília, aeroporto comercial mais próximo, que está a 235 km de Alto Paraíso, principal cidade para o turismo na região.  

A partir de lá, você pode pegar um transfer até Alto Paraíso, ou São Jorge. Nós já oferecemos essa possibilidade de transporte em nossos roteiros, para você não se preocupar.  

 

Onde se hospedar na Chapada dos Veadeiros:

Dos 8 municípios que englobam a Chapada dos Veadeiros, Alto Paraíso é o que concentra a melhor estrutura e acessibilidade aos principais pontos turísticos. De seu centro é possível deslocar-se para os principais atrativos. Fora aproveitar a estrutura comercial e gastronômica.

A Vila de São Jorge faz parte do município de Alto Paraíso e encanta por sua simplicidade. Próxima da entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, é uma excelente opção para quem deseja curtir os seus atrativos.

 

Hospedagens sugeridas em Alto Paraíso:

Pousada Rubi Violeta    

Pousada Veadeiros    

Pousada dos Guias    

Chappada Hotel    

Casa Rosa    

Recanto da Grande Paz    

Casa Rosa    

Chappada Hotel    

Recanto da Grande Paz    

Maya

Pousadas sugeridas em São Jorge:

Trilha Violeta

Cristal da Terra

Casa das Flores

 

Atrativos de trilhas e Cachoeiras da Chapada dos Veadeiros

Listamos algumas das principais cachoeiras e trilhas que você pode fazer para conhecer o melhor da Chapada dos Veadeiros:

 

1 - Saltos e Corredeiras

As trilha para os Saltos e Corredeiras faz parte de um circuito do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e vai de encontro às quedas do Rio Preto. Uma caminhada inicialmente moderada, que totaliza pouco mais de 10 km entre ida e volta, mas torna-se desafiadora pela inclinação.

Prepare-se para suspirar, não só pelo exercício, mas também com as mais belas vistas que permeiam o caminho. O circuito da trilha inicia descendo até ao ponto mais baixo do Rio Preto. 

A primeira parada é para contemplar o Salto do Rio Preto, com uma queda de 120 metros, que impressiona pela força da água. Não é possível se banhar nela, mas há outras cachoeiras acessíveis durante o percurso.

Uma delas é a do Garimpo, com uma extensa área de rio e uma queda de 80 metros de tirar o fôlego. Ela localiza-se logo acima do primeiro Salto. A partir desse momento a trilha já começa a subir mais intensamente o Rio Preto.

Outra parada, que merece vista e fotos é a cachoeira do Carrossel. Lindíssima e acessível somente nos períodos de seca. Na temporada de chuva, durante o verão, o risco de tromba d’água e a localização em um canyon fechado, deixa a cachoeira fechada.

E finalmente o ponto, onde você pode banhar-se livremente, que compensa toda a caminhada subida. As corredeiras formam verdadeiros pontos de hidromassagem. São trechos rasos, fáceis de acessar e que pela formação rochosa, tornam o momento quente, prazeroso e relaxante.

Reserve um dia todo para fazer esse passeio, preferencialmente com guia, que vai enriquecer os detalhes de todo o percurso. A trilha é demarcada por setas amarelas. Indicado para quem tem mais experiências com trilhas, mas pode ser feito por qualquer pessoa bem disposta. Nós da Freeway fizemos com crianças de 10 e 12 anos e foi não só tranquilo, como divertido. 

 

2 - Cânions e Cariocas 

Outra trilha dentro do Parque Nacional, com uma distância similar, porém mais moderada e sem inclinação é a do Cânion II e Cariocas. A trilha é demarcada por setas vermelhas e é bem agradável de ser feita. 

Durante o trajeto, você poderá contemplar diversas espécies do cerrado. Com a presença de um guia local será possível conhecer mais sobre plantas medicinais, frutos do cerrado e um pouco da história local. As trilhas do Parque passam por áreas históricas de garimpo.

Após andar 4km você chegará em uma bifurcação, onde poderá conhecer um dos cânions formado pelo Rio Preto. Há áreas para banhar-ser no meio da bela natureza que permeia as águas puras.

Depois é possível seguir para a cachoeira Carioca, que forma algumas pequenas quedas e uma extensa área para banho. Em geral é um dos destinos do Parque mais procurados. Por isso, é comum haver mais pessoas compartilhando a cachoeira.

A trilha retorna pelo mesmo caminho da ida, durante o verão há alguns pequenos córregos de água no trajeto. O ideal é reservar um dia para curtir o passeio. Mas pelo menos meio dia se você for rápido na caminhada.

 

3 - Mirante da Janela

Essa trilha não é no Parque Nacional, mas inicia-se bem ao lado dos limites dele. Leva diretamente a um mirante onde é possível contemplar uma das vistas mais lindas da Chapada dos Veadeiros.

Durante a caminhada de 500m até a entrada, será possível encontrar diversos rastros de garimpo. Não só pelos pedaços de cristais no chão, como minas profundas onde eram extraídos cristais.

Após passar por esse trecho histórico de mineração, chega-se ao local de entrada da trilha do Mirante da Janela.

A trilha começa bem suave até um ponto onde chega-se em grandes rochas. Nesse ponto já é possível contemplar uma bela vista. 

A partir daí, o caminho seguirá descendo as pedras, onde nos tempos chuvosos, forma-se a cachoeria do Abismo. Com pouca água e formando um espelho d’água, o refresco faz falta nos tempos de seca.

A trilha então vai descer até um pequeno vale, com trechos de inclinação. Mas todos bem apoiados com corrimão de madeiras e por vezes, escadas.

Após andar um longo trecho, começa a subida do morro onde fica o mirante. A parte mais puxada da ída, onde há muitas pedras. O trajeto recompensa pela maravilhosa vista ao chegar no final.

É possível contemplar a queda dos dois Saltos do Rio Preto e a imensidão da Chapada dos Veadeiros. Há também alguns decks para poder ver com amplitude a vista panorâmica.

O lugar leva esse nome por conta da formação de pedras, como uma moldura de janela, um dos pontos mais fotografádos como cartão postal da Chapada.

 

4 - Catarata do Rio dos Couros

O Rio dos Couros é um grandioso rio que permeia a Chapada dos Veadeiros. Leva esse nome, pois é onde antigamente havia o comércio de couro.

Para chegar nessa atração é necessário alguém que conheça a região, são cerca de 50km, boa parte de estrada de chão para chegar no local. 

Após chegar no destino final, a trilha que dá acesso à cachoeira é bem tranquila de ser feita. Principalmente até chegar na Cachoeira da Muralha.

É uma cachoeira muito bela, com uma formação bem típica das encontradas na Chapada dos Veadeiros, sem mata fechada ao redor, sendo bem exposta ao sol. É possível banhar-se tanto no grande poço, como embaixo das quedas. Diversão garantida.

Seguindo mais a frente o fluxo do rio, chega-se na surpreendente Catarata dos Couros, que desagua de forma impressionante em sucessivas quedas. São mais de 100 metros e é uma das atrações mais lindas da Chapada. 

Descendo as trilhas, levará há alguns trechos mais planos durante as sucessivas quedas. É possível contemplar a linda vista do cânion também

Os guias relatam que cada um dos pontos leva um nome, como Cachoeira do Parafuso e depois mais abaixo Cachoeira do Bujão. A trilha até o último ponto é bem inclinada, mas não é longa.

Esse é um passeio que pode durar o dia todo, pois é uma pequena viagem até chegar ao local, por mais que as trilhas não sejam difíceis. A região da Catarata dos Couros é mais afastada de comércio, mas há poucos quilômetros há um restaurante de comida caseira, onde você pode almoçar.

 

5 - Cachoeira dos Macaquinhos

A cachoeira dos Macaquinhos é um complexo que engloba várias quedas que impressionam pela beleza natural.

O acesso, assim como a Cachoeira dos Couros, não é tão simples e exige bons quilômetros de estrada de chão. Onde ela se localiza já é considerado São João da Aliança, apesar da estrada de acesso não ser distante de Alto Paraíso.

O caminho tem belas vistas e passa por descidas e subidas. A última descida para chegar no estacionamento é inclusive melhor acessível por veículos 4x4.

São cerca de 10 cachoeiras que formam o percurso total, que apesar de não ser longo, tem uma boa inclinação. 

Os primeiros poços são bem acessíveis, mas do meio para frente prepare-se para boas descidas pelas pedras. Principalmente para retornar nas subidas.

Todo esforço compensa, é uma cachoeira mais linda que a outra. E há todo tipo de atrativo, desde locais para pular, praticar nudismo, tomar uma boa ducha, nadar em águas cristalinas e locais para relaxar e meditar. Para essa visita com certeza é melhor reservar o dia todo.

 

6 - Vale da Lua 

Essa é uma das cachoeiras mais diferentes da Chapada dos Veadeiros, talvez uma das mais diferentes que você verá em sua vida. 

O Vale da Lua se localiza próximo de São Jorge, no sentido oposto ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, tendo a estrada como referência.

São poucos quilômetros para chegar na cachoeira e a trilha até ela também é extremamente fácil. No trajeto e a fundo do Vale da Lua há uma cadeia de montanhas muito belas que complementam o visual.

O local ganha seu nome devido às características das rochas que remetem ao solo lunar. Além das cores vibrantes nos tons prateados, o solo irregular, repleto de crateras lembra muito o que deve ser a superfície da Lua.

Na cachoeira é possível contemplar as formações irregulares do canyon, mas é preciso ter cuidado. O local também é um pouco perigoso e repleto de buracos e poços que se formam junto ao curso da água.

A cachoeira em sí não tem nada de espetacular em termos de queda d’água. Há uma queda mais forte dentro de um dos primeiros poços e uma queda escondida abaixo de uma pedra na parte mais baixa.

De todo modo é um dos pontos mais procurados e parada turística obrigatória da Chapada dos Veadeiros. Reserve um período do dia para visitá-la. Como o acesso é rápido e não há tantos atrativos, você pode programar outras atividades. 

 

7 - Santa Bárbara

A mais bela e queridinha cachoeira da Chapada dos Veadeiros. Um dos locais mais gostosos de nadar, com águas azuis cristalinas, formadas pelo calcário.

O acesso não é tão simples e rápido. Está localizada  a 120km de Alto Paraíso. Da cidade de Cavalcante são 30 km por estrada de terra um pouco montanhosa para chegar na comunidade quilombola de Kalunga, onde fica a incrível cachoeira. 

O legal disso é que você terá a oportunidade de conhecer a Comunidade Kalunga, as suas produções e conversar com os moradores locais. Lá está localizado o maior quilombo brasileiro. Eles carregam tradições centenárias e são formados por descendentes de escravos que fugiram das minerações de ouro.

Para a visitação é obrigatório estar com um guia. O turismo na Santa Bárbara é uma forma também de ajudar a comunidade local. O tempo de permanência na cachoeira infelizmente é limitado, porque o fluxo de visitação é muito intenso e felizmente é controlado diariamente o número de pessoas que podem entrar. 

Na alta temporada é preciso chegar bem cedo para garantir vaga. Inclusive repensar se compensa visitá-la nesse período.

Ao chegar lá é preciso pegar um pau de arara da comunidade, que leva até a trilha da cachoeira. Depois, mais uma trilha fácil de pouco mais de 1km . Enfim, todo sacrifício vale muito a pena. Uma das cachoeiras mais lindas que você verá.

8 - Anjos e Arcanjos

Essa cachoeira não é cristalina como a Santa Bárbara, pelo contrário tem um aspecto mais escuro. Uma beleza mística e muito encantadora

A cachoeira Anjos e Arcanjos fica no povoado de Moinho, há 18km da cidade de Alto Paraíso. É um destino menos procurado pelos turistas, mas vale a visita para conhecer o histórico vilarejo.

Localizada no espaço Solarium, pega-se pouco mais de 1km de trilha para chegar na bifurcação da cachoeira anjos e a cachoeira arcanjos.

Ambas são lindas e formam-se a partir de belas quedas d’água em paredões de pedra. Local perfeito para banhar-se e sentir a energia do lugar.

VIaje com a Freeway!

Que tal conhecer o melhor da Chapada, se hospedar em pousadas incríveis e ter guias locais para explicar sobre o cerrado, os mistérios e tradições da Chapada dos Veadeiros?! Você está convidado para uma aventura inesquecível de ecoturismo.

 

A Freeway já leva viajantes para a Chapada dos Veadeiros há mais de 30 anos, quando muitas das cachoeiras visitadas ainda eram desconhecidas. Nosso fundador Edgar Werblowsky, inclusive, batizou alguns atrativos.

Sempre a frente, crescemos junto com o ecoturismo na região. E contamos com apoio dos melhores guias, que podem detalhar toda a história e natureza da Chapada dos Veadeiros. Se você busca uma experiência inesquecível, com toda segurança para se aventurar pelo cerrado, confira os nossos roteiros:

Confira os nossos roteiros