Blog

Ilha de Marajó, Como Chegar, Melhor Época [Guia de viagem]

 

A Ilha de Marajó é um arquipélago, banhado pela imensidão dos rios Amazonas e Tocantins e claro, o Oceano Atlântico. 

 

Um verdadeiro paraíso amazônico com direito a sol, rios, matas, praias, búfalos e muita diversidade de aves e peixes. 

 

Um destino muito conhecido pelo nome mundialmente, mas ainda pouco explorado turisticamente. E que com certeza apaixona todos os viajantes que para lá resolvem se aventurar. 

 

O casamento perfeito entre os maiores atrativos turísticos brasileiros, as praias deslumbrantes e a vida amazônica. A união entre rio e mar, terra e água. E muita cultura! 

 

A origem do nome vem do tupi Mbara-Yó, que significa barreira do mar. Uma grande muralha protegida das tormentas oceânicas. 

 

Onde fica e um pouco da geografia da Ilha de Marajó

 

A Ilha de Marajó está no norte do estado do Pará, no Norte do Brasil. Com oceanos e rios que a separam da capital Belém a sudeste e do estado do Amapá a noroeste.

 

É conhecida como a maior ilha fluviomarítima do mundo, com quase 50 mil km² . Uma área digna de um estado nordestino brasileiro, ou mesmo comparada a um país europeu, como a Bélgica e Suíça.

 

O arquipélago é formado por mais de 2 mil ilhas e ilhotas entre rio e mar, sendo quatro principais. A maior delas, Marajó. E outras consideráveis como a Ilha Mexiana, Ilha Caviana e Ilha Grande do Gurupá.

 

São 12 municípios só na Ilha de Marajó. O que comprova a imensidão do território e tira um pouco a ilusão de um pequeno vilarejo pouco desenvolvido. A população estimada é de mais de 500 mil habitantes. 

 

Toda a região abarca mais  de 20 municípios e forma também a maior unidade de conservação da costa norte brasileira. A Apa Marajó.

 

Por isso, também não é correto reduzir Marajó a uma única identidade cultural, mas descobrir a verdadeira diversidade que podemos encontrar por lá!

 

Os municípios de Soure e Salvaterra são os principais destinos para o turismo, unidas pelo Rio Paracauari. 

 

Soure foi colonizada pelos portugueses, que associaram o nome com a cidade portuguesa de Soure. Que vem de Sauro, jacarés, devido à presença abundante deles. 

 

A cidade é planejada, com ruas numeradas e vista de cima lembra a imagem de um tabuleiro. 



 

Como chegar na Ilha de Marajó?

Para conhecer a Ilha de Marajó, o primeiro passo é ir até Belém. O aeroporto de Belém recebe muitos voos de outros estados e é a melhor opção se você vem das regiões centro-sul do país.

 

O Pará é um estado muito grande, mas para a nossa sorte está do outro lado do Rio Amazonas em relação a ilha de Marajó. 

 

O trajeto é feito a partir do Terminal Hidroviário de Belém. Pode levar em média duas horas dependendo do barco utilizado. Existem lanchas rápidas, catamarãs, balsas para essa travessia.

 

É válido ressaltar que também há voos particulares para a Ilha de Marajó a partir de Belém. Importante verificar se o serviço está disponível e valores.

 

É possível atravessar com carro pela balsa diária de Icoaraci para o porto Camará. Mas por que você iria querer seguir de carro?

 

A Freeway oferece todo o translado e logística para você curtir o melhor da natureza e cultura de Marajó! Confira.

 

 

Qual a melhor época? Quando ir para a Ilha de Marajó?

 

Marajó está bem pouco ao sul da linha do Equador. O clima é totalmente amazônico, com chuvas intensas e frequentes. 

 

Mais da metade da ilha fica alagada durante o "verão", época de chuvas. Que vai de janeiro até junho. 

 

O período de julho até dezembro é o de seca, onde as chuvas dão uma boa trégua e o calor já não é tão intenso. Definitivamente, uma época interessante para viajar. 

 

Mas é possível conhecer as belezas marajoaras tanto quando está repleta de campos secos, até quando são verdadeiros rios alagados. 



O que fazer na Ilha de Marajó?

Na imensidão de praias, rios, campos, cultura não faltam atrativos para conhecer. 

 

São várias praias como a Praia da Barra Velha, a Praia de Pesqueiro e a Praia do Céu. 

 

São vários passeios de barco pelos belos rios e igarapés de Marajó. Dá para curtir a rica fauna, contemplar a natureza. 

 

Apesar de não serem nativos, mas importados da Ásia, Marajó está repleta de búfalos. São mais de 290 mil búfalos pelo arquipélago. 

 

Além de serem um atrativo da região, servem para a criação alimentar dos habitantes, turistas e mesmo para a venda de produtos marajoaras para outras regiões.

 

 

A gastronomia é um capítulo à parte, só estando lá para conhecer. Há pratos típicos como o filé marajoara, com carne e queijo de búfalo. 

 

Há também o famoso Turú, afrodisíaco marajoara saboroso e nutritivo. Mas não vamos falar do que é feito para você experimentar sem preconceitos. 

 

A cerâmica marajoara também é muito apreciada e única, uma tradição secular da população local que vale a pena conhecer.

 

As cidades são tranquilas e gostosas para passear. São seguras e você pode curtir desde os centros urbanos até as pequenas vilas. 

 

Há comunidades tradicionais extrativistas compostas por caranguejeiros, pescadores, repleta de casas de palafitas simples e coloridas.  

 

É válido ressaltar que Marajó também é repleta de artes, poesias, pajelança, lendas e tradições diversas.

 

 

Vamos viajar para Marajó? Viaje com a Freeway

 

Deu para ter um gostinho da famosa ilha, né?! Que tal preparar a sua viagem com a Freeway! Você só vai precisar se preocupar em desfrutar muito! 

 

FALE COM NOSSO CONSULTOR