Blog

Pantanal Sul e Norte - Onde fica, Como Chegar e Quando Ir

 

A maior planície alagável do mundo é brasileira, no oeste do nosso país. É lá que a vida explode em cores naturais.

Belas matas, rios, lagos, uma fauna abundante e selvagem. O Pantanal atrai turistas do mundo todo para conhecer a biodiversidade brasileira. 

Entre peixes, aves, mamíferos, répteis e fazendas, a vida pantaneira convida para um deslumbrar do melhor que o interior de um país tropical pode proporcionar

Preparamos um guia para te ajudar a conhecer o nosso maravilhoso Pantanal! 

Onde fica o Pantanal?

Há duas regiões para se visitar, o chamado Pantanal Norte, no estado do Mato Grosso. E o Pantanal Sul, no estado do Mato Grosso do Sul.

A região faz referência ao bioma do Pantanal, que ocupa mais de 230 mil km² e passa pelos territórios da Bolívia e Paraguai também. 

No Brasil, a região ocupa uma área de praticamente 150.000 km², sendo bem mais expressiva que em nossos vizinhos sul-americanos.

Apesar de os principais rios turísticos e a parte selvagem estarem mais a oeste dos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, nas capitais Cuiabá e Campo Grande você já percebe a presença das características do bioma pantaneiro.

As características do bioma Pantanal

Em uma extensa área de planície alagável, o bioma é caracterizado sobretudo por seu alagamento na temporada de chuvas.

A variedade de seres vivos é uma das principais características do Pantanal, que é ameaçada pelo avanço da agropecuária

Durante a temporada de chuvas, os rios tornam-se volumosos, que somado ao terreno plano, fica todo encharcado, o que forma um grande pântano.

Durante a seca, quando as águas recuam, a terra recém inundada está bem hidratada e rica em nutrientes, o que favorece o florescimento da vegetação verde característica.

São verdadeiras áreas de pastagem, o que propiciou que a região também fosse aproveitada pelas fazendas de gado. 

É válido destacar que há regiões mais elevadas que não alagam, com pequenas serras e montanhas, onde a vegetação predominante é a de cerrado.

Mas a região alagada do pantanal pode chegar a até 80% do território do bioma. 

O Pantanal faz fronteira com a Amazônia, o Cerrado e partes de Mata Altântica, o que gera um verdadeiro mix de biodiversidade na região.

A Biodiversidade do Pantanal

A diversidade de espécies vegetais e animais faz com que o Pantanal seja considerado pela Unesco como Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera.

Conheça a diversidade encontrada na região:

  • 3 500 espécies de plantas(terrestres e aquáticas);
  • 463 espécies de aves;
  • 130 espécies de mamíferos;
  • 170 espécies de répteis;
  • 300 espécies de peixes;
  • 40 espécies de anfíbios.

Algumas espécies são verdadeiros símbolos do Pantanal, como o jacaré, o tuiuiú, a onça-pintada, a sucuri, a ariranha, a piranha, o dourado, a anta...

 

É preciso proteger o Pantanal

Com uma biodiversidade incrível, o turismo é cada vez mais frequente na região. E com raras exceções, não é predatório, mas sim com viés de preservar a região.

Principalmente se praticado nos valores do ecoturismo, como nós da Freeway Viagens. 

O que impacta e mais preocupa a região é o avanço do agronegócio. Não só a pecuária, mas principalmente a agricultura extensiva, que derruba áreas de vegetação nativa, provoca erosão, contamina lençóis freáticos e assoreamento dos rios.

No ano de 2020, a região também sofreu com 14 mil focos de incêndio, que queimaram 17% do território pantaneiro.

Isso foi reflexo do descaso dos governantes quanto a preservação da região. É preciso proteger o Pantanal, não só porque ele é maravilhoso, mas porque abriga uma biodiversidade única em nosso planeta. 

 

Como chegar no Pantanal?

Se você vai conhecer o Pantanal Sul, o mais indicado é pegar um voo até Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. De lá, pode pegar um transporte até Corumbá, conhecida como a capital do Pantanal.

A cidade é referência para fazer passeios e conhecer a região, ou mesmo se hospedar em alguma das famosas pousadas e fazendas do Pantanal. A viagem leva pouco mais de 3 horas de carro.

É válido ressaltar que é nas proximidades que está a cidade de Bonito, que contempla vários atrativos sul-mato-grossenses, que você pode esticar na viagem para o Pantanal Sul.

No Pantanal Norte, o mais indicado é ir para Cuiabá, no Mato Grosso. De lá, seguir até a cidade de Poconé, onde começa de fato o Pantanal Norte. 

O trajeto é relativamente rápido, leva pouco mais de uma hora. E de lá, pode-se seguir alguns caminhos pela famosa transpantaneira, que cruza o Pantanal.

Também é de onde partem alguns dos famosos passeios de barco, que navegam pelos rios em busca de contato legítimo com a natureza.

 

O Clima do Pantanal e quando viajar?

O clima é predominante tropical, caracterizado por duas estações do ano bem definidas, inverno e verão. As temperaturas são sempre quentes, mas um pouco mais amenas no inverno. 

O inverno ocorre de abril até setembro, quando não há chuvas e uma média de temperatura por volta de 25ºC. 

O verão vai de outubro a março e conta com chuvas mais regulares e temperaturas mais altas, por volta dos 30ºC.

O período alagado começa no início do ano e tem seu ápice entre fevereiro e março. A partir disso inicia-se a seca, que dura até meados de setembro.

É importante destacar que durante todo o ano é possível visitar a região, mas de formas muito diferentes. 

O melhor período para avistar animais vai de abril até setembro, período mais seco que eles saem para habitar o entorno dos rios. 

Alguns roteiros de viagem para o Pantanal

Conheça o Pantanal do Sul

Viaje para o Pantanal do Norte - Confira alguns roteiros:

FALE COM NOSSO CONSULTOR