Blog

Atacama: um deserto paradisíaco no Chile

Ao pensar em lugares para conhecer no Chile, você lembra logo da cosmopolita Santigo, do litoral histórico de Viña Del Mar e Valparaíso e, claro, das famosas vinícolas. Certo?

Mas, se você tem um perfil mais aventureiro, prefere viagens de natureza fascinante e quer conhecer destinos diferentes e às vezes menos explorados, lembramos que o país oferece opções ideais como Patagônia Chilena, Ilha de Páscoa, Lagos Andinos, Carretera Austral e Atacama.

Hoje vamos falar um pouco mais sobre o Deserto do Atacama e sua beleza natural imperdível.

Conhecendo o seu destino

Localizado no norte do Chile, o Deserto do Atacama foi primeiramente habitado pelos atacamenhos, em torno de 13.000 anos atrás, juntamente com os aymaras, antes mesmo da chegada dos europeus no continente americano. Estes dois povos deixaram um legado arqueológico inestimável, com importantes manifestações de arte rupestre, preservada em museus, além de ruínas intactas, que datam de 800 a.C. e que podem ser vistas até hoje.

Houve um longo período adaptativo, para que esses grupos pudessem se instalar e construir uma ocupação permanente e bem sucedida, devido às condições climáticas severas da região.

O Atacama é o deserto mais alto do mundo, estando a aproximadamente 2.400 metros acima do nível do mar, com montanhas que podem ultrapassar os 6.000 metros de altitude. Suas formações rochosas impedem que as correntes do Oceano Pacífico cheguem até seu território, fazendo com que seja também o deserto mais árido.

Apesar de algumas áreas semelhantes com as vistas no planeta Marte, o Deserto do Atacama oferece paisagens totalmente diferentes e fascinantes, que impressionam por sua imponência e beleza. São vulcões, gêiseres, penhascos, vales, piscinas termais, lagos, salares e muitas formações geológicas, espalhados por 1.000 quilômetros de extensão.

Com toda essa diversidade da natureza, a temperatura também é peculiar e pode variar entre 0º e 40º em um intervalo de 24 horas, o que explica sua baixa densidade demográfica: 3.000 habitantes em São Pedro do Atacama, a vila mais conhecida da região.

Quero conhecer! Qual é a melhor época para viagens para o Atacama?

Apesar de ser um destino para o ano inteiro, o local é um deserto e, portanto, com grande amplitude térmica. Os meses de verão e inverno são os mais intensos. Haverá temperaturas altas e baixas em qualquer época, mas nestes meses a amplitude se acentua muito. No verão, o calor é exorbitante e é também quando podem ocorrer as chuvas. No inverno, as temperaturas caem para bem abaixo de zero e as paisagens ficam nevadas.

Por isso, recomendamos planejar sua viagem para os meses de primavera ou outono, quando as variações de temperaturas serão menos drásticas, e você ainda estará fugindo da altíssima temporada e encontrará hotéis com melhores tarifas.

E uma dica a mais: se pretende fazer a observação das estrelas (um dos passeios que recomendamos), fique atento também ao calendário lunar, pois ela só é possível fora da lua cheia.

Por onde eu começo a planejar minha viagem para o Atacama?

O primeiro passo é conhecer todos os passeios possíveis de se fazer – são muitas opções – para definir quantos dias ficar no deserto. Recomendamos entre 5 e 7 dias, se você quer curtir bem cada passeio e ainda dedicar alguns momentos para relaxar. Afinal, um aventureiro também precisa de momentos de descanso, não é?

Nos próximos textos, daremos então algumas informações úteis para quem está planejando sua viagem e indicaremos os melhores passeios para tornar inesquecível sua experiência no Deserto do Atacama. Não deixem de nos acompanhar!

FALE COM NOSSO CONSULTOR