Blog

Deserto do Atacama: O que fazer, Dicas, Como e Quando Ir

O Deserto do Atacama é um dos destinos mais procurados do mundo. Com uma grande diversidade de atrações para desbravar e com cenários de tirar o fôlego, o local tem atraído viajantes do mundo todo, desde mochileiros, turistas e fotógrafos, até astrônomos e  pesquisadores.

Cada um vindo de um continente, por caminhos diferentes, mas com um objetivo em comum, conhecer um lugar diferente de tudo o que já viram antes. E isso o Atacama garante!

Onde fica o Deserto do Atacama?

Olhando pelas fotos, muitas vezes nem parece que ele fica no planeta Terra. Talvez Lua, Marte ou algum planeta de uma galáxia distante…

Pois bem, o deserto localiza-se no norte do Chile. Abrange uma grande área, que segue também principalmente entre a fronteira com a Bolívia, mas também Argentina e Peru.

Existem poucas cidades em seus arredores, sendo San Pedro de Atacama um verdadeiro oásis em seu interior. Ponto turístico mais importante para conhecer o deserto.

Como chegar no Deserto do Atacama, Chile?

A melhor forma de chegar no Deserto do Atacama é através de um vôo até Calama, onde há um aeroporto com vôos frequentes a partir de Santiago

Há várias companhias que realizam voos entre as duas cidades chilenas e para nós que saímos do Brasil, a Latam é a principal companhia a fazer o trajeto vindo de algumas capitais brasileiras

Chegando em Calama você encontrará os transfers, muito frequentes, para a cidade de San Pedro de Atacama. E você pode agendar com antecedência com o hotel ou agência de viagem para o horário de chegada do seu voo.

Qual a melhor época para ir ao Deserto do Atacama?

deserto atacama qual melhor epoca

O Atacama pode ser visitado o ano inteiro. As chuvas por lá são extremamente raras, já que a altitude dos Andes impede a umidade amazônica e também do Pacífico. 

Há lugares onde não há registro nenhum de ter chovido. E nos anos em que se chove um pouco, há a bela floração do Atacama. Mas esse é um evento muito difícil de presenciar e prever com muita antecedência. Por outro lado, a chuva jamais impediria a viagem.

Se você busca temperaturas não tão extremas, os meses de outono e primavera são mais indicados. Durante o inverno pode esperar temperaturas muito baixas a noite e dias agradáveis para conhecer o deserto. Já no verão, dias bem quentes e noites não tão frias.

Enfim, toda época do ano pode ser boa para visitar o Atacama.

Mas há uma dica, que ninguém conta em nenhum outro lugar, e que faz toda a diferença, principalmente se você quer curtir as estrelas e o encantamento do céu noturno. 

Escolha períodos de Lua Nova para programar principalmente os passeios astronômicos. A visibilidade durante a noite fica muito melhor sem a luz da Lua.

Informações importantes para sua viagem

deserto atacama informacoes importantes

Separamos todas as dicas importantes para você se organizar e aproveitar ainda mais dos atrativos e peculiaridades do Atacama. 

Moeda e câmbio no Chile

No Chile a moeda oficial utilizada é o peso chileno, que transita pelo país desde 1975. Atualmente o peso se tornou uma das moedas mais desvalorizadas do continente, o que acaba sendo até difícil encontrá-la no Brasil. 

Isso não significa que o Chile seja um país onde o real irá render bastante. Diferentemente de outros países sul-americanos, você perceberá que as refeições e alguns serviços têm um custo um pouco mais alto do que no Brasil. 

Para trocar o real pelo peso, você pode usar os aeroportos do país, onde as casas de câmbio ficam 24 horas abertas. Mas sugerimos que você troque o mínimo que precisar e reserve o maior montante para trocar fora do aeroporto, onde se consegue câmbios melhores.

Caso você desembarque por Santiago, compensa fazer o câmbio nas áreas centrais da cidade e também em Atacama, onde é mais barato que o aeroporto.

Em San Pedro de Atacama há uma rua com várias casas de câmbio, muito acostumadas em receber real. A dica é tentar encontrar o melhor valor entre elas. 

Agora, a moeda ideal para se levar, varia muito, dependendo completamente da cotação do momento. Se você já tiver dólar, compensa levar, mas para comprar dólar e perder com dois câmbios, principalmente se o real estiver desvalorizado, melhor só levar o real direto para trocar no Chile.

Onde comer em Atacama?

Viagem sem bons pratos de comida, não é viagem, não é mesmo? Isso porque, conhecer os restaurantes locais, degustar os seus mais diferentes pratos, é uma vivência cultural. 

Em San Pedro de Atacama se encontram ótimos restaurantes, alguns inclusive ao ar livre, acompanhados de muita música. Como o Restaurante Adobe, que tem um ambiente super agradável, com céu aberto e fogueira; e o Barros Café que vai muito além do café da manhã, o local serve hambúrguer, saladas, refeições a la carte, e sobremesas. 

A La Franchuteria é uma padaria francesa, que ficou famosa pelas suas deliciosas baguetes, e croissant, além de contar com um ambiente super agradável ao ar livre, e arborizado. 

Outro lugar super apreciado pelos viajantes, é o Restaurante La Picada Del Indio, com pratos super sofisticados, com opção de entrada, prato principal, acompanhamento, e sobremesa.

E não deixe de provar as deliciosas empanadas do Café Katarpe, super recheadas, e com 4 opções diferentes de sabores, a vegetariana, napolitana, frango, e carne. 

Acostumado a receber viajantes de todo o mundo, não será difícil encontrar diversas opções gastronômicas e de entretenimento na cidade. Para vegetarianos e veganos, há muitas opções também. 

Quanto tempo ficar?

Programe sua viagem para o Atacama se tiver pelo menos 4 dias livres. Menos que isso, é melhor esperar outra oportunidade para estar lá e conhecer realmente o que a região tem a oferecer. 

Consideramos 5 dias um bom tempo para uma rápida passada pelo Atacama. Assim dá para organizar e conciliar os principais atrativos nesses dias.

Se você tiver 7 dias disponíveis ou um pouco mais, você já consegue aproveitar muito melhor os principais atrativos locais. E, claro, conhecer, também, um pouco mais do ritmo da cidade e desfrutar a sua estadia.

Tudo dependerá da sua disponibilidade de tempo e financeira para ficar mais. Atacama com certeza sempre terá mais atrativos para se conhecer.

Confira nossas opções de roteiros incríveis para 4, 5 e 7 dias no Atacama e conheça os melhores pacotes para conhecer essa cidade incrível!

Por que você tem que conhecer o Deserto Atacama?

Quer alguns motivos para reservar já a sua viagem para o Atacama? Listamos alguns motivos que fazem desse, um lugar único no mundo.

Atacama: o céu mais estrelado do mundo 

deserto atacama ceu estrelado

Com a umidade mais baixa da Terra, o clima seco logo abre um vasto espaço para céu estrelado brilhar.

Quando você poder observar toda a via láctea tão claramente, irá ter aquela sensação de grandiosidade e questionará toda a existência. São momentos que você poderá perceber que não é muito maior que o grão de areia sob os seus pés.

A experiência se completa com o tour astronômico, onde aprenderemos mais sobre as estrelas, constelações e galáxias com o auxílio de um laser, e potentes telescópios. Uma experiência inesquecível, guiada por astrônomos do Atacama.

Deserto do Atacama: natureza exuberante

Em geral, o deserto apresenta um terreno rochoso muito seco e pouco propício para brotar algumas plantas, mas mesmo assim, há algumas espécies que sabem como aproveitar desse clima. Como por exemplo a Brea e a Anhanhuca, que crescem normalmente ao longo dos vales e na região da pré cordilheira. 

Os cactos já são bem conhecidos e fazem um papel importante no cenário. A curiosidade fica em seu crescimento, que é em média de 1 cm por ano, além disso, eles guardam cerca de 1 litro de água no interior, e vivem aproximadamente 300 anos.

Há também muitas formas de vida no Atacama, algumas espécies de animais como as lhamas, alpacas, os flamingos, e as diversas espécies de aves. Há muita vida no deserto.

Lagunas 

deserto atacama lagunas

É estranho pensar que em meio ao deserto mais árido do mundo, podemos encontrar água, ou melhor, lagunas, que inclusive formam algumas das paisagens mais impressionantes do Atacama. Elas são verdadeiras aquarelas vivas, cheias de cores.

Você encontra no Atacama a Laguna Tebinquinche, a Laguna Cejar, Laguna de Chaxa, e às Laguna Miscanti e Miñiques. Cada uma delas com uma beleza única, como explicamos abaixo: 

  • Laguna Tebinquinche que fica em um extenso vale, a querida morada dos flamingos. As suas águas dão origem em uma das poucas áreas onde se encontra gelo nas montanhas. Um cenário com vulcão, deserto, lagoa de sal e neve no mesmo lugar. E que fica ainda melhor ao pôr do sol, quando as cores dos elementos se misturam, formando uma maravilhosa paisagem em degradê.  
  • Laguna Miscanti e Miñiques são formadas pelo derramamento das águas subterrâneas, e se encontram a mais de 4.200 metros de altitude. Elas ficam bem próximas, umas das outras, a Miscanti é a maior, e seu formato lembra a um coração. E com uma pequena caminhada, se chega até a Miñiques, onde se encontra uma vegetação amarelada ao seu redor, que faz um lindo contraste com o tom das águas.
  • Laguna de Chaxa é de pouca profundidade, seu solo é bem plano, o que faz as águas refletirem as imagens das montanhas ao redor, e também, dos próprios flamingos e aves, que ficam em grande quantidade pela região. 

Salares

O desenvolvimento dos salares dessa região, se dá pelo forte ressecamento que ocorre no deserto, pelo processo de evaporação das águas salinas subterrâneas, 

O Salar do Atacama é o maior da região, e o terceiro maior do mundo, com cerca de 100 km de extensão em planície, e está localizado na Reserva Nacional dos Flamingos. 

Devido aos ventos, que trazem uma grande quantidade de poeira, as camadas de sal acabam se transformando em tons de marrom. 

O Salar de Tara fica a 4.300 metros de altitude, e as suas características são únicas, há uma linda vegetação no local, que nos faz até esquecer por um momento que estamos em um deserto, assim como as belas montanhas ao redor, que criam uma paisagens surrealistas.

Vulcões

deserto atacama vulcoes

Se tem algo que o Atacama tem de sobra também, são os vulcões, com altura média superior a 5 mil metros do nível do mar. Em alguns desses vulcões, é possível chegar bem perto, ou até mesmo subir até o topo.

Dentre eles, temos:

  • Lascar é o vulcão mais ativo ao norte do Chile, sendo possível observar de longe as fumacinhas saindo de dentro dele. É também, um dos que se pode subir até o topo, com seus 5.592 metros de altitude. 
  • Cerro Toco é um dos mais antigos, e que está inativo nos dias de hoje. Ele se encontra ao leste do Atacama, e tem 5.604 metros de altitude. 
  • Ojos del Salado é um estratovulcão, pois seu formato é em cone. Sua localização se encontra em uma região mais selvagem e mais alta do Chile, com 6893 metros de altitude.A origem do seu nome é pelo grande depósito de sal em seu entorno, formando a imagem de “olhos”.
  • Licancabur está localizado entre o Chile e Bolívia, e se torna uma paisagem de destaque vista do Salar do Atacama. Com seus 5.920 metros de altitude, é um vulcão de muito interesse antropológico e arqueológico, sendo que é possível encontrar vários registros incas em seus arredores.

Geiser

A formação dos Gêiseres se dá quando os rios quentes subterrâneos entram em contato com as rochas geladas, criando um certo choque térmico, que gera uma das principais atrações do deserto, as águas em ebulição que chegam a 7 metros de altura, e as colunas de fumaça branca. 

Uma curiosidade, é que o melhor momento para observar esse fenômeno é logo ao nascer do sol, quando ele chega em seu maior pico de atividade. Outra coisa, é que as suas águas são recolhidas por canaletas, e colocadas em uma piscina de pedras, onde poderemos se pode tomar um incrível banho termal.

Geografia do Deserto de Atacama

O Deserto do Atacama está localizado ao norte do Chile, entre o Oceano Pacífico e a Cordilheira dos Andes. É considerado o mais alto e mais seco deserto do mundo, por ficar muito tempo sem chuva.

O relevo é bem diversificado, variando em altitudes que vão de montanhas e dunas, até erosões e vulcões. E o solo é composto basicamente por sal e areia.

Já o clima, é uma variação entre o sol quente diurno, e muito frio quando chega a noite. Os seus pontos de maior altitude podem vir a gerar alguns sintomas no corpo humano, como a respiração mais acelerada e difícil, assim como aumento da freqüência cardíaca.

O deserto também é cortado pelo Trópico de Capricórnio, o mesmo que cruza boa parte do estado de São Paulo. Apesar das características similares de latitude, as condições climáticas são bem diferentes. 

Arquitetura de San Pedro de Atacama

deserto atacama arquitetura

As construções dos vilarejos do Atacama seguem um formato mais simples e orgânico, todas feitas de adobe. Uma técnica secular, com características bem artesanais.

Os tijolos são feitos de terra crua, muitas vezes misturada também com fibras naturais, palha e água. E assim são moldados e usados nas construções das casas, que seguem uma estrutura quadrada.

Por conta das Cordilheiras ao redor, é bem raro chover nas cidades ou no deserto, o que faz com que as casas tenham um maior tempo de durabilidade.

A arquitetura alaranjada se completa com o chão de terra e a vegetação seca  Você vai se sentir em um puro cenário de "Faroeste".

O que fazer em Atacama? Principais atrações

Lagunas Altiplânicas

Um dos passeios típicos para conheceremos a hospitalidade, a história e o povo de Toconao e Socaire. Caminhar sobre a Trilha Inca, o ponto onde também o Trópico de Capricórnio passa e contemplar os reflexos das colinas e do sol nas águas das lagoas e os flamingos que habitam o salar.

Laguna Cejar e Tebenquiche

Lagunas Cejar e Tebenquiche. As lagoas do salar de San Pedro de Atacama reúnem a flora e fauna que vivem neste habitat seco da Região de Antofagasta, e que permite um intercâmbio de experiências entre pessoas e a biodiversidade.

As lagoas ajudam a entender como tudo flui e se conecta nos vales do deserto. Também permitem aos visitantes que descansem em suas águas salinas que permitem flutuar. Durante este tour através das lagoas no salar do Atacama, teremos a chance  de conhecer e admirar a origem da energia deste lugar: água e seu misticismo.

Circuito Arqueológico

A história de San Pedro de Atacama é única. 12 mil anos atrás, estas terras eram habitadas por indígenas, que defenderam seu território até a chegada dos Incas, que transformaram as comunidades de nômades a sedentárias graças ao desenvolvimento da agricultura. 

Esse passeio vai de encontro ao estilo de vida destes povos antigos caminhando pelas ruas do vilarejo, como os antigos colonizadores fizeram séculos atrás. Tulor, Pukará de Quitor e San Pedro são alguns dos lugares que traçaram a história do Vale do Atacama e onde o legado da cultura atacamenha foi deixado

Geiser del Tatio

deserto atacama geiser del tatio

Localizados na base do Vulcão Tatio (4.300 metros), este campo de gêiseres é considerado um dos mais importantes do mundo. São dezenas de buracos de onde são expelidas fumaça, lama e água fervente que chegam a 7 metros de altura. 

Este tour começa a partir das cinco da manhã em micro ônibus, pois é na exata hora do nascer do sol que os gêiseres alcançam sua maior atividade. O café da manhã geralmente é servido no local. 

Em seguida, vai-se para o outro lado do campo, onde se encontram os três maiores gêiseres da região, com até 10 metros de diâmetro. Suas águas são recolhidas por canaletas e despejadas em uma piscina de pedras, onde pode-se tomar um delicioso banho termal.

Vale da Lua e da Morte

deserto atacama vale lua morte

Valle de la Luna, Valle de la Muerte e Cordillera de Sal. Essa é uma caminhada clássica próxima a San Pedro, para conhecer de perto a geologia da região. Na Grand Duna, contempla-se um belo pôr-do-sol e a mudança de cores da cordilheira.

Termas de Puritama

Considerada uma das 10 melhores termas do mundo. Visita a um vale íngreme e fechado cortado por um rio de águas quentes originados na base dos vulcões. Há várias piscinas naturais em forma de escada onde pode-se nos banhar nas deliciosas águas vulcânicas.

Dicas para aproveitar melhor sua visita em Atacama 

Aproveite para fazer compras 

As compras em San Pedro do Atacama precisam ser bem analisadas. Primeiro porque há todo tipo de comércio por suas ruas principais. Desde souvenirs, artesanatos andinos e até lojas com verdadeiras jóias e galerias de arte.

Se você se interessar pelos produtos andinos e for também ao Salar do Uyuni, vale deixar para comprar na Bolívia. De onde vem muito do que é comercializado e “só aparenta” ser do Atacama.

A galeria Mercado Blanco é realmente uma das melhores e mais autênticas opções para compra. Lá você encontra cosméticos com especiarias do próprio deserto, alguns produtos veganos e também uma livraria bem legal.

Vale destacar que os ponchos vendidos nas feirinhas, que as vendedoras dizem ser de lã de Alpaca, quase sempre são sintéticos. Caso goste, os autênticos podem ser encontrados na Caracoles Boulevard. Bem mais macio e muito mais caros, obviamente. 

Faça um tour astronômico

deserto atacama tour astronomico

Esse sem dúvida nenhuma é um dos melhores passeios para encantar a sua noite no deserto do Atacama. Aproveite os períodos de Lua Nova para agendar esse passeio.

Você irá aprender mais sobre como se localizar perante o céu noturno. E assim observar durante a noite as constelações.

Com o auxílio de um laser, e potentes telescópios, astrônomos do Atacama conduzem a experiência.

Saiba o que levar na mala

O clima do Deserto do Atacama é único, a temperatura oscila muito e você pode se preparar para sentir muito calor e também muito frio. 

Por isso, é importante colocar na sua bagagem, desde roupas leves e frescas, roupas para banho, biquíni, chinelo, shorts e até bons agasalhos, gorros, luvas e cachecol. 

Não se esqueça também de chapéu, tênis para trekking, calças e não economize nas meias. Sim, sua mala poderá ficar enorme. E quando se fala em Atacama, é melhor garantir do que passar frio. 

Mas se quiser amenizar o peso da bagagem, leve uma ou duas unidades de cada vestuário. E não se esqueça dos itens essenciais que apontamos a seguir:

Cuide da sua saúde

deserto atacama cuide saude

É bom se preparar para ir para o mais seco e mais alto deserto do mundo. É muito comum que muitas pessoas sintam no corpo os efeitos da altitude e da variação de temperatura. 

Já vi muitos adoeceram ao viajar para lá. Por isso, alguns cuidados são essenciais. O primeiro é saber respeitar o corpo. Principalmente no primeiro dia, o ideal é descansar para acostumar-se com altitude.

Hidratar-se no deserto é fundamental. Beba cerca de 3 litros de água diariamente. Não esqueça de levar soro fisiológico para utilizar no nariz, hidratantes para pele e lábios. E é melhor garantir alguns antigripais na mala. 

Conclusão

deserto atacama conclusao

Ir ao Deserto de Atacama é uma experiência inesquecível, as paisagens e atrações são únicas e de muita diversidade. 

Essa é uma viagem única que você fará na vida e será incrível. Não existe comparativos ao Atacama. Então, vamos agendar a sua viagem para o Atacama?

Viajar com a Freeway para esse lugar único na Terra, é melhor ainda. Os nossos passeios são realizados em grupos pequenos, com guias altamente qualificados e com um cuidado na escolha dos melhores horários para cada tour.

Há muitos anos nos especializamos em levar diversos grupos para conhecer os atrativos do deserto. A nossa equipe dá assistência em tempo integral aos nossos clientes! Você está pronto para essa aventura?

Então, confira os nossos pacotes e agende sua saída agora mesmo!