Blog

O Que Fazer em Mendoza: Roteiro, Dicas e Passeios Incríveis

Você já ouviu falar de Mendoza? Reunimos tudo que você precisa saber sobre essa região incrível da Argentina. 

Os melhores roteiros para você desfrutar dos atrativos, dicas de quando ir e como aproveitar o melhor dos passeios incríveis. 

Então siga as dicas da Freeway e se encante com um dos melhores destinos da Argentina.

Por que conhecer Mendoza? 

A cidade apresenta uma excelente infraestrutura para acolher a todo tipo de viajante. Com diversas atrações, seja na própria cidade ou mesmo na natureza.

Vinhos, esportes radicais, águas termais, vinícolas, paisagens montanhosas, estrutura de metrópole, charme e requinte de cidade turística interiorana. 

Podemos listar infinitos motivos para você viajar para Mendoza. E temos certeza, não importa a sua personalidade, sempre haverá atrativos para te encantar

 Seja muito bem vindo às maravilhas de Mendoza!

Sobre Mendoza

o que fazer mendoza sobre

Mendoza é uma bela província localizada a 1.031 km de Buenos Aires. É considerada uma das regiões mais atraentes da Argentina. 

Com todos os seus cenários montanhosos envolto pelos Andes, sua extensa área de natureza contrasta com o desértico e seco ambiente que contempla o charme da cidade e das vinícolas, e ainda conta com uma fauna silvestre de tirar o fôlego.

Mendoza tem pouco mais de 100 mil habitantes, mais de 400 anos de história onde até Charles Darwin parou e se inspirou. 

Com o mesmo fuso horário de Brasília, o clima já difere muito do que estamos acostumados. E é justamente isso que nos encanta. Então, prepare-se para programar a sua viagem.

Quantos dias são necessários para conhecer Mendoza?

Não adianta querer dar uma passadinha de poucos dias em Mendoza. O ideal mesmo seria programar pelo menos 4 dias para conhecer bem os atrativos que a região oferece. 

O tempo ideal para um passeio completo, são 6 dias. Mas em 5 já dá pra vivenciar uma experiência muito boa na região. 

Claro, se puder ficar muitos dias, você com certeza aprenderá a viver o cotidiano de Mendoza. 

Roteiro de 4 dias em Mendoza com vinhos e montanhas

Separe os primeiros dias para conhecer Potrerillos com o dique que embalsa as águas do Rio Mendoza. Há opções para a prática de rafting, kayak e windsurf. 

Programe-se para o Vale de Uspallata para tomar um cafezinho ou comprar artesanatos locais. A  histórica ponte sobre o Rio Picheuta, as montanhas baixas de Polvaredas, Punta de Vacas e a estação de esqui Penitentes. 

A Ponte do Inca, o Parque Provincial Aconcágua, que abriga a montanha mais alta das Américas e também do Hemisfério Ocidental: o Aconcágua são passeios legais de contemplar também.

Nos últimos dias, um passeio imperdível é conhecer o processo de elaboração de vinhos artesanais e industriais, que são elaborados por ótimas vinícolas.

Roteiro de 4 dias em Mendoza com experiência das vinícolas

Se você busca uma experiência gastronômica sensorial, recomendamos incluir no roteiro de 4 dias a visita às famosas vinícolas Salentein e Andeluna. E a experiência com a renomada produção da família Zuccardi

Salestei é histórica, uma das maiores e melhores produtoras da Argentina, elaborando milhões de garrafas por ano, que são vendidas e consumidas em todo o mundo.

Andeluna está situada ao pé da Cordilheira dos Andes, nos arredores da cidade de Tupungato. Há uma vista magnífica das montanhas (uma das melhores da região). 

Há ainda um restaurante com janelas deslumbrantes, permitindo-nos apreciar a vista da cozinha que é totalmente aberta para permitir a visualização das preparações e a notável criatividade destes chefes em ação.

Família Zuccardi é sinônimo de vinho e azeite de oliva. A vinícola possui um espaço próprio para degustações de azeites de oliva, sala de maquinários, prensa de azeitonas e um restaurante que foi feito especialmente para degustar os vinhos e olivas produzidas por lá.

Roteiro de 5 dias em Mendoza

Com 5 dias de passeio por Mendoza, além de conhecer as deslumbrantes vinículas e passear pelos arredores montanhosos dos Andes, você pode desfrutar de um city tour completo e conhecer as maravilhas que a cidade reserva aos viajantes.

Conhecerá lugares maravilhosos como a Praça Pedro del Castillo, a Praça Independência e o Parque General San Martin.

Roteiro de 6 dias em Mendoza

Em 6 dias de roteiro, dá para conhecer muito bem todos os principais atrativos de Mendoza, incluindo as vinícolas e a natureza encantadora das montanhas.

 Que tal fazer algumas atividades sensoriais e gastronômicas, ou mesmo de aventura, como rafting, ou caminhar pelo Parque Provincial Aconcagua para contemplar o visual?

Com 6 dias, há várias possibilidades de roteiros e a Freeway destaca algumas épocas incríveis que você viajar. 

Afinal, quando ir a Mendoza?

o que fazer mendoza quando ir

Diferentemente de alguns destinos de temporada argentinos, Mendoza tem atrações o ano inteiro. As estações do ano e mesmo o fuso horário é o mesmo do brasileiro.

Mas há algumas particularidades em cada uma das estações, principalmente devido a geografia diferenciada da Argentina. 

Mendoza no verão

Excelente época de férias para viajar para Mendoza. Sobretudo para desfrutar dos passeios às vinícolas, curtir esportes radicais, os Andes e a cidade.

É bom salientar que essa é uma época de alta temporada para viagens em geral e em Mendoza também há bastante turistas. Prepare-se para o calor, o clima nesse período costuma ser quente e seco. As chuvas ocorrem raramente e não costumam atrapalhar os passeios

Mendoza no inverno

Ao contrário do verão, o inverno é marcado pelas baixas temperaturas e eventualmente neve. Prepare-se para se aquecer com os vinhos da região ao conhecer as vinícolas.

Um atrativo que merece destaque nessa época do ano é o esqui, que conta com centros especiais para a prática. Vale a pena conhecer, aprender e aproveitar a neve. 

Mendoza no outono e na primavera

Durante esse período entre os extremos é possível curtir com menos calor a natureza e a cidade de Mendoza. O verde embeleza esse período.

No outono, muitas vinícolas estão terminando as colheitas e iniciando o processo de vinificação. Momento apropriado para contemplar o processo e apreciar os vinhos. 

O que fazer em Mendoza: pontos turísticos

Agora que você já sabe tudo sobre os roteiros e as melhores épocas para visitar a cidade, confira o que fazer em Mendoza e os melhores pontos turísticos:

Aconcágua, na Cordilheira dos Andes

o que fazer mendoza aconcagua cordilheira andes

A imponente Cordilheira dos Andes está localizada no lado ocidental da América do Sul, que vem desde a Venezuela, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Chile, e por fim, Argentina. 

Dentre todo seu tamanho e intensidade, há um vasta diversidade natural, desde suas geleiras, pradarias, vulcões, lagos, florestas, e desertos. Além dos sítios arqueológicos pré-colombianos, que estão ancorados nas montanhas. 

O ponto mais alto de toda Cordilheira dos Andes se encontra no Aconcágua, que fica em Mendoza. 

Com 6.962 m acima do nível do mar, é a montanha mais alta fora da Ásia, sendo o ponto mais alto de toda a América

Você não precisa ser nenhum alpinista para admirá-lo, pois é possível fazer uma caminhada para vê-lo mais de perto e ainda se encantar com a vista para a Lagoa de Horcones, cercadas de belas e grandes montanhas.

Um local que reúne visitantes e aventureiros do mundo todo. A Cordilheira dos Andes encanta por sua magnitude, pois são abarca as montanhas mais altas do mundo depois do Himalaia. 

Plaza Independencia

É uma praça localizada bem no centro de Mendoza, onde acontecem as feiras de artesanato, apresentações musicais, quiosques de alimentação, espetáculos de luz e teatro. 

O ambiente é um verdadeiro ponto de encontro dos mendocinos, ideal para se integrar ainda mais com a cultura e com os costumes da população local. 

Peatonal Sarmiento

O Peatonal Sarmiento concentra três quadras de rua apenas para pedestres, uma área toda arborizada, onde se encontrar uma boa diversidade de cafés e restaurantes, cercados por artistas tocando ao ar livre. 

O local funciona desde a parte da manhã até a noite. Recomendamos passear por ali.

Represa Potrerillos

o que fazer mendoza represa potrerillos

Potrerillos é uma pequena vila na região montanhas das Cordilheiras do Andes, sendo um ponto de destaque em Mendoza. 

Foi construído em seu entorno uma  barragem que represa as águas do Rio Mendoza. O principal objetivo é  auxiliar nas grandes cheias, favorecer a irrigação e também na gerar energia, mas acabou também tornando-se uma região maravilhosa da Argentina.

A represa juntamente com as montanhas de fundo, ganhou um cenário novo, autêntico, e apaixonante. O lago mistura tons esverdeados e turquesa. Nele você pode se encantar com o reflexo do céu azul, as nuvens e montanhas.

O local conta também com algumas atividades, como esportes radicais e náuticos, caminhadas, trilhas e restaurantes incríveis.

Parque General San Martín

o que fazer mendoza parque general san martin

O próprio espaço urbano de Mendoza também tem muitos atrativos, um deles é o famoso Parque General San Martín. O mais antigo, e principal parque da cidade. Com cerca de 400 hectares de área vegetal, e 300 espécies originárias da América do Norte, Austrália, Europa, e Ásia.

Uma verdadeira obra arquitetada e desenhada por Carlos Thays, um paisagista francês, no ano de 1896.

O objetivo do parque foi de promover qualidade de vida para a cidade, pois a região por natureza tem um clima mais desértico. 

Por isso o parque representa uma importante e bela área verde dentro da própria urbanidade de Mendoza.

Um dos passeios mais frequentados do parque, é o “ Roseiral ”, um calçadão de estilo francês com cerca de 500 espécies de roseiras e pérgolas. Não tem como não se apaixonar.

Puente Del Inca

o que fazer mendoza puente del inca

Uma área de proteção natural da Província de Mendoza, a “Puente Del Inca” é uma formação geomorfológica de 48 metros de comprimento e 28 metros de largura, que fica sobre o Rio Caves. 

A formação da ponte se deu pela movimentação das águas minerais locais, o caudal fluvial abriu espaço entre sedimentos depositados no fundo de uma cavidade e depois cementado pelas águas termais, o que deu os tons de amarelo, laranja e ocre. 

Os banhos nessas águas são indicados para diversas enfermidades, como doenças reumáticas, ginecológicas, artrites, e também para crianças raquíticas e anêmicas.

O local também já foi cenário de um Hotel de luxo, em 1925, porém, com as diversas interferências climáticas, ele foi devastado por uma avalanche em 1965. Ainda hoje, há ruínas sobre a terra, que exibem o que era esse riquíssimo Hotel. 

Pelas lendas do povo quechua, antes mesmo da chegada dos espanhóis havia um herdeiro do trono do Império Inca que se encontrava bem doente. O pai do garoto resolveu então levá-lo até Qosqo, para tentar ser curá-lo com as águas termais da região do Sul.

O Inca então escolheu os seus melhores guerreiros para acompanhá-los, e foi ao avistar a grande quantidade de  água, que os homens decidiram se abraçar e formar uma grande ponte humana para atravessar o garoto e seu pai. 

E foi quando o Inca se virou para agradecer aos seus guerreiros, que se deu conta que eles haviam sido petrificados.

Paseo Alameda

o que fazer mendoza paseo alameda

É uma outra área com ruas, mais precisamente localizado na Avenida San Martin, um ambiente perfeito para passear com a família, sendo que o local tem alguns parques infantis, escolas, restaurantes, bancas de flores, bares e comércio. 

Avenida Aristides Villanueva

Uma avenida que durante o dia funciona como um lugar fashion, o local concentra as melhores lojas de moda da cidade, já durante a noite, se transforma em um ambiente com diversos bares, onde os jovens se reúnem para se divertir, comer empanadas e tomar cerveja.  

Avenida Las Heras

A Las Heras é uma avenida onde todos os turistas se encontram, no local tem as famosas lojinhas de lembrancinhas, vestuários e culinária. Além de ter uma porta de entrada para o Mercado Central da cidade. 

La Enoteca

É o Museu do Vinho de Mendoza, e é considerado um Patrimônio Histórico e Cultural, o local servia como uma Escola de Viticultura, onde formou vários especialistas do país. 

Durante a visita, é oferecido algumas degustações, a apresentação de todo o processo de vinificação, além da exposição permanente das principais vinícolas da região.

Aquário Municipal

O Aquário Municipal de Mendoza foi o primeiro a ser inaugurado na Argentina, no ano de 1945, o seu funcionamento é bem organizado e também, sem fins lucrativos. 

O trabalho em si, tem como objetivo a conscientização do mundo aquático, e a importância de cuidá-lo e protegê-lo. 

A grande atração do local é o Jorge, uma tartaruga de 95 anos de idade, uma área para os jacarés, e também tem algumas espécies de peixes de água salgada e doce.

Mercado Central

Visitar o Mercado Central da cidade em que se esteja viajando é uma das melhores formas de conhecer mais a fundo a cultura, os alimentos, e as pessoas locais. 

O Mercado Central de Mendoza funciona desde 1883, e é definitivamente o melhor lugar para fazer compra de produtos frescos, mais naturais, orgânicos, assim como especiarias, pães, peixes e queijos. 

Terraço Mirador

o que fazer mendoza terraco mirador

Se encontra no prédio da Prefeitura da Cidade, um ótimo local para apreciar a vista da cidade, podendo inclusive observar a Cordilheira dos Andes. 

O ambiente conta também com algumas noites típicas, com música e vinho, além de toda a sua decoração com esculturas esculpidas com troncos de árvores. 

Museu da Área Fundacional

O Museu da Área Fundacional concentra diversos objetos e restos arqueológicos, como do Cabildo de Mendoza, e a Feira de Frutas e Legumes, que foram destruídas pelo terremoto de 20 de Março de 1861. 

Além de contar com fotografias, maquetes, artefatos, e mapas que mostram a história e toda a evolução de Mendoza, assim como esculturas e pinturas de artistas locais expostos.

Museu Juan Cornélio Moyano

É o Museu de Ciências Naturais e Antropológicas de Juan Cornélio Moyano, um dos mais importantes da região, onde se encontra mais de 40 mil objetos diferentes e separados por seções, como da arqueologia, zoologia, mineralogia, antropologia, paleontologia, e etnologia.

O que fazer em Mendoza: confira passeios imperdíveis

Depois de tantos pontos turísticos, não resta mais nada para conhecer em Mendoza, certo? Errado! Separamos passeios incríveis para você fazer na sua viagem à Argentina.Confira o que fazer em Mendoza e os melhores passeios:


Vinícolas de Mendoza

o que fazer mendoza vinicolas

Mendoza tem uma das maiores escalas de produção de vinho da Argentina, produzindo milhões de garrafas por ano, que são vendidas e consumidas em todo o mundo. 

70% dos vinhos produzidos na Argentina vem de Mendoza, o que a torna uma das mais importantes áreas vinícolas do mundo.

São das mais diversas vinícolas espalhadas ao redor, cada uma com a sua autêntica característica, e arquitetura.

O Vale de Uco por exemplo é uma das mais históricas vinícolas de Mendoza, localizada no coração do Vale, em Salentein.

Salentein melhorou os vinhos argentinos usando e combinando o melhor estilo de vinificação do velho e do novo mundo. A vinícola foi projetada em forma de cruz, com o objetivo de ser espiritual e prático na hora de elaborar o seu apreciado produto.

Outra importante vinícola, é a Lujan de Cuyo, uma das mais especiais vitivinícolas do país. A sua produção anual é de  aproximadamente 70.000 garrafas, e com o objetivo de atingir a mais alta qualidade, e ainda por cima respeitar o meio ambiente.

Olivícolas de Mendoza

o que fazer mendoza olivicolas

A cidade de Mendoza é uma grande produtora de azeites, ambiente este que recebe o nome de Olivícolas, onde geralmente abre as portas para receber o público para visitações. 

É um passeio super interessante, em que se conhece as oliveiras, e todo o processo necessário para a extração do azeite. 

Além de participar da colheita, do engarrafamento, é possível também fazer a degustação no final do circuito.

Esquiar em Mendoza: Los Penitentes e Las Leñas

o que fazer mendoza esquiar

A cidade das Montanhas, fica repleta de neve nos dias mais frios, possibilitando atrações de pura aventura, como esquiar. 

A região já tem vários pontos preparados para acolher o turismo, como a estação de esqui Los Penitentes, que conta com cerca de 25 pistas para esquiar, tendo entre elas, diferentes graus de dificuldade. 

Uma outra opção é a estação Las Lenãs, sendo a mais conhecida e a mais alta da região, com 29 pistas, onde comporta desde iniciantes, crianças, até profissionais do esporte.

Termas Cacheuta 

o que fazer mendoza termas cacheuta

Os Termas Cacheuta é um lugar ideal para desfrutar das águas termais, em um conjunto de piscinas de pedras, com diferentes temperaturas e várias outras opções de terapias, como a hidroterapia, fangoterapia, massagens, além de contar com uma gruta, com vapor natural. 

Um lugar cercado pela cordilheira dos andes, proporcionando ótimos momentos relaxantes. 

Dicas para organizar os passeios por Mendoza

Agende com antecedência

Pesquise antes, faça uma cotação e veja os percursos a se percorrer. Principalmente se o seu período na cidade for curto, é importante se programar. 

Não perca tempo em deslocamentos e otimize cada lugar que vai visitar para aproveitar cada detalhe do dia no seu roteiro

Nas épocas de verão é comum o grande fluxo turístico, então garanta a sua vaga e não deixa para contar com a sorte. 

O melhor para garantir um roteiro excelente, com conforto, segurança e sem imprevistos é reservar a sua viagem com a Freeway: confira aqui nossos pacotes para Mendoza!

Faça um mix entre pequenas e grandes bodegas

o que fazer mendoza dicas mix bodegas

Não é só as grandes vinícolas que merecem atenção, dentro das pequenas bodegas há muito para se encontrar sobre a essência do vinho de Mendoza.

A região conta com mais de mil vinícolas, sendo que cerca de 10% podem ser visitadas. A grande maioria produz vinhos Malbec e representam boa parte dos vinhos argentinos

Que tal inserir dentro do roteiro, algumas produções familiares e de pequena escala. Com certeza irão te surpreender.

Dicas sobre o que fazer em Mendoza à noite

o que fazer mendoza a noite

Os passeios começam mais tarde em Mendoza. Durante a noite, devido a “siesta”, um período de descanso após o almoço entre 14hs e 17hs, os jantares são servidos, normalmente, a partir das 21hs e os restaurantes ficam cheios a partir das 23hs.

Cassino Provincial de Mendoza

Se o pedido da noite for diversão e aposta, o Cassino Provincial de Mendoza é com certeza a escolha certa, sendo o maior da cidade, o local conta com todos os tipos de jogos e máquinas. 

O local abre todos os dias, e é bem seguro, tendo apenas que fazer um cadastro obrigatório na entrada. 

Jantar especial em alguma vinícola

Jantar em uma vinícola vai além do ato de comer, é na verdade uma experiência culinária, onde todos os detalhes contam, as decorações são geralmente impressionantes, de uma sutileza e elegância que embelezam a alma. 

E sem falar nos mais sofisticados pratos, e degustações dos melhores vinhos do país.  

Bailar Tango 

As noites em Mendoza são sempre bem ativas, belas e dançantes, o tango é uma dança típica e de origem argentina, e por mais que a sua predominância seja em Buenos Aires, a cidade não deixa a desejar. 

Há várias casas, restaurantes, bares e cafés que ensinam, tocam, ou dançam o tango, sendo uma ótima oportunidade para apreciar um pouco mais dessa cultura musical, como o Bar Los Dos Amigos, a Zona Tango, Soul Café, Tajamar, entre outros.

Onde comer em Mendoza? Dicas de restaurantes

o que fazer mendoza onde comer

Se tem uma coisa que em Mendoza você não pode deixar de fazer, é apreciar os mais diversos restaurantes locais, chega até ser difícil de escolher, de tanta opção gostosa disponivel. Separamos algumas delas para você:

  • Azafrán Restó; é um dos mais procurados e dos melhores restaurantes da cidade, super aconchegante, e com uma pegada bem rústica. E sem falar nos pratos, que são dos mais sofisticados sabores, que podem ser acompanhados por belíssimos vinhos, de sua escolha.  

  • Bodega Norton; tem uma vista linda dos seus vinhedos, o local oferece uma degustação muito mais do que especial, onde você passa por todas as etapas do processo, desde os grandes tanques, aos barris de madeira, até chegar as garrafas de vidro. Já os pratos do restaurante tem opções a la carte ou um menu de degustação. 

  • Bodega Dominio Del Plata; está localizada aos pés da Cordilheira dos Andes, tendo uma vista incrível, e um ambiente super agradável.Os pratos têm como base a culinária mediterrânea e a argentina, e tem um menu de degustação de 5 a 8 pratos, sempre ao lado de uma boa taça de vinho local.   

  • Orégano; é uma das melhores pizzarias de Mendoza e fica localizada no centro da cidade. O local é dividido em dois andares, tendo a opção de várias mesas na calçada também. Dentre tantos sabores, é possivel encontrar pizzas de legumes assado, queijo feta, e jamón serrano. 

  • Perín Heladeria; é a mais tradicional sorveteria da cidade, com diversas opções de sabores, que vão desde as frutas da estação, como chocolates e doce de leites. Uma verdadeira explosão de sabores em apenas uma bola.  

Quanto custa viajar para Mendoza?

o que fazer mendoza quanto custa viajar

Para uma viagem que combina natureza espetacular, uma grande cidade e todo o charme do vinho, Mendoza não é um destino caro.

Você irá gastar com cada refeição uma média de 10 reais. Os hotéis são excelentes e tem um bom custo-benefício.

As passagens aéreas é bom avaliar com antecedência para garantir um bom valor. Há muitas variantes, três companhias fazem o trajedo. De São Paulo direto para Mendoza somente uma, mas há opções com conexão em Buenos Aires ou até Santiago do Chile.

Enfim, é uma viagem que compensa muito, ainda mais se você se programar com antecedência.

Nós da Freeway já cotamos tudo e elaboramos uma experiência bem completa. E temos opções de viagem para diversos gostos: confira os nossos roteiros exclusivos para Mendoza!

Moeda

A economia argentina não tem estado muito estável nos últimos anos. Não que a situação brasileira seja muito melhor. Mas o peso argentino está bem desvalorizado em relação ao real.

Hoje, 2020, o valor do real tem sido 10 vezes superior ao peso. O que nos ajuda e muito a fazer turismo no país. Mas qual moeda levar?

Primeiramente é importante saber que historicamente na Argentina sempre se trabalhou muito com o dólar, mesmo entre transações com os próprios argentinos. 

E a moeda tem se valorizado cada vez mais em relação ao peso e ao real. Então, com a crescente alta do dólar para nós, é mais fácil trocar o próprio real antes de viajar para a Argentina.

Nos períodos mais turísticos pode ser que não se consiga bons câmbios do real para peso direto na Argentina. Por isso faça o câmbio no Brasil, mas pode levar real sem problemas, caso precise trocar mais. É melhor do que trocar muito e ficar cheio de peso argentino sem  o que fazer.

O dólar, como dissemos, é bem valorizado na Argentina. Mas não vale a pena para nós brasileiros comprá-lo, a não ser que você tenha dólares sobrando. É bem provavél que inclusive até o final de sua viagem eles se valorizem ainda mais.

Conclusão

o que fazer mendoza conclusao

Esperamos que com essas informações sobre o que fazer em Mendoza você consiga planejar uma viagem inesquecível para a cidade. 

A região está repleta de atrativos e te oferece muitos motivos para conhecê-la. A Freeway organiza grupos exclusivos para desfrutar do melhor que a bela província argentina oferece. Por isso, te convidamos para embarcar em uma incrível viagem de cultura, aventura, e belíssimas paisagens. 

Você vai conhecer a Argentina de uma forma única, com um turismo diferenciado, focado em experiências memoráveis. Que tal conferir um de nossos pacotes?

Temos saídas em épocas oportunas para viajar no Reveillon, Carnaval, ou feriados e, também, saídas regulares e diárias.

Programe seus passeios e suas férias com a Freeway! Confira os nossos pacotes com destino a Mendoza!

Obrigado por ler até aqui e até a próxima!